Contra o Sport, a escalação do Botafogo reservou uma surpresa ao torcedor: Erik, que havia tido sua contratação confirmada apenas no dia anterior, iniciou o jogo. Mais ambientado, após uma semana de treinos, o atacante deve continuar no time para o jogo de sábado, contra o Grêmio, em Porto Alegre. Pelo menos é o que indica a postura de Zé Ricardo em relação ao jogador de 24 anos.

— Erik é um atleta que sabe fazer gol. O jogo contra o Sport exigia jogadores assim e ele se mostrou muito proativo, à disposição para jogar, e entendemos que foi um bom momento para ele começar. Os números dele são muito bons, chegou em condições físicas muito boas. Estava com vontade de entrar em campo — explicou Zé Ricardo, que colocou Rodrigo Pimpão no banco de reservas para dar lugar ao recém chegado.

Erik ganhou notoriedade atuando pelo Goiás, marcando 36 gols em 95 jogos e chamou a atenção do Palmeiras, que investiu na contratação do jogador em 2016, pagando 3 milhões de euros aos goianos, cerca de R$ 13 milhões na cotação da época. por 60% No time paulista não conseguiu ter o mesmo rendimento e foi emprestado para o Atlético Mineiro no início deste ano.

Em Belo Horizonte, começou o ano como titular mas virou reserva ainda durante o Campeonato Mineiro. O último jogo foi no início de junho e o a última bola na rede abril. Ao todo, marcou dois gols em 26 jogos em 2018 antes de ser repassado para o Botafogo, onde o atacante espera dar uma nova guinada na carreira. O contrato de empréstimo vai até o fim do ano. O contrato com o Palmeiras vai até 2020.

—Apesar de ser jovem, a gente acredita que ele possa trazer um pouco mais de experiência ao setor ofensivo. Agrega bastante ao nosso grupo — encerra Zé Ricardo.

Fonte: Extra Online