Gatito ou Jefferson? Esta é a pergunta que mais circula pelos corredores do Estádio Nilton Santos desde o início do ano. Como já havia acontecido com Felipe Conceição, Alberto Valentim recebeu o questionamento na sua apresentação. Apesar de respostas semelhantes — ambos foram evasivos — os técnicos seguiram caminhos diferentes. Com Gatito começando o ano machucado, Conceição foi de Jefferson. No caso de Valentim, foi o contrário. Chegou ao clube com o brasileiro sem condição e vem escalando o paraguaio.

A disputa é boa, mas Gatito parecer ser o favorito da torcida no momento. Em enquete realizada no twitter do Jogo Extra, 71% dos alvinegros disseram preferir o paraguaio até o fechamento desta edição.

Recuperado de dores no tornozelo direito, Jefferson voltou a treinar ontem e o Botafogo viverá a situação inédita na temporada de ter os seus dois goleiros saudáveis, disputando posição. Logo depois que Gatito foi relacionado pela primeira vez no ano, na semifinal da Taça Guanabara, foi a vez de Jefferson se machucar. Desde então Gatito vem jogando e deve seguir titular amanhã, contra o Flamengo, pela Taça Rio. Em dois jogos, o paraguaio tomou um gol. Jefferson foi vazado oito vezes em sete partidas.

Em duas passagens (2003 a 2005 e 2009 até hoje), Jefferson tem 443 jogos pelo Botafogo e é ídolo da torcida. Contratado em 2017, Gatito foi herói da classificação à fase de grupos da Libertadores ao defender três pênaltis contra o Olimpia e foi titular no ano.

Fonte: Extra Online