O Botafogo está na sexta colocação do Campeonato Brasileiro com 48 pontos conquistados e hoje estaria na fase preliminar da Copa Libertadores. Porém, no clube, ninguém esconde que o desejo é se garantir diretamente na fase de grupos do torneio continental. Os matemáticos projetam cerca de 63 pontos para que esta meta seja atingida. Mas o número de pontos pode ser bem menor se, por exemplo, Grêmio ganhar a Libertadores deste ano e Flamengo conquistar a Copa Sul-Americana. Essas duas conquistas brasileiras tornariam o G-6 um G-9, por exemplo.

Ciente de que isso tudo pode mudar, os jogadores do Botafogo fogem da Matemática na luta pela classificação.

“Sabemos como foi complicado disputar e passar pela fase preliminar da Libertadores. Como isso custou muito no começo do ano. Portanto, é por isso que queremos muito a classificação diretamente para a fase de grupos. O Botafogo tem condições para isso, mas hoje acho complicado fazermos projeções. Falo isso porque tem clubes envolvidos em outras disputas e que podem abrir mais opções. Se Grêmio ganhar a Libertadores, por exemplo, hoje poderíamos nos considerar na zona direta. Mas isso pode mudar. O importante é pensarmos jogo a jogo”, disse o volante Rodrigo Lindoso.

Nas fases preliminares da Libertadores deste ano, o Botafogo primeiro eliminou o Colo-Colo, vencendo em casa por 2 a 1 e se garantindo com um empate por 1 a 1 no Chile. Na segunda etapa, trocou vitórias por 1 a 0 com o Olimpia, do Paraguai, e se garantiu com uma exibição de gala do goleiro Gatito Fernández na disputa de pênaltis. O paraguaio não quer repetir o drama.

“As contas são feitas por quem analisa o que aconteceu no passado do Campeonato Brasileiro e projeta dados baseados em uma campanha atual. Mas sabemos que n o futebol as coisas são modificadas rapidamente. O importante é viver o momento e pensar jogo a jogo”, disse Gatito.

Para conseguir seus planos o Botafogo sabe, por exemplo, que será importante vencer o Fluminense no clássico deste sábado, às 19h (de Brasília), no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, pela 32ª rodada do Brasileirão. O time para este duelo é mistério, tanto que o técnico Jair Ventura fechou o treino desta manhã de sexta-feira.

A boa notícia da atividade ficou por conta do volante Aírton, que pela primeira vez no semestre participou de exercícios físicos com o restante do elenco. O jogador se recupera de cirurgia na fíbula da perna direita. Ele ainda não tem previsão de ser relacionado.

Para o jogo contra o Fluminense o Botafogo terá o retorno de Rodrigo Lindoso e do meia Marcos Vinícius, que cumpriram suspensão no empate sem gols com o Atlético-MG. Já o volante João Paulo fica de fora pois está suspenso por acúmulo de cartões amarelos. Nesta sexta-feira o plantel treina na parte da tarde.

Ainda nesta sexta-feira, o clube vai anunciar um novo patrocinador, cujo o nome está sendo mantido em sigilo. A camisa alvinegra atualmente conta com a Caixa Econômica Federal no master e a Cercred na barra frontal. Os espaços livres são omoplata, mangas e barra traseira.