Com prejuízo de R$ 41 mil, Bota diz ter fortalecido marca em PE

Compartilhe:

Coberto de dívidas, o Botafogo tinha a expectativa de arrecadar um significativo valor e trazer um alívio financeiro ao acertar a disputa do clássico de domingo, contra o Fluminense, na Itaipava Arena Pernambuco. No entanto, apenas 7.882 pagantes (9.669 presentes) foram ao moderno estádio nordestino, dando um tom um tanto melancólico ao clássico mais antigo do futebol brasileiro.

Como consequência da reduzida plateia, a renda de R$ 368.550  também foi considerada baixíssima, gerando um ônus de R$ 41.465,24 aos cofres alvinegros.

– Na verdade, a Arena foi a nossa primeira experiência fora do Rio de Janeiro. O estado (PE) tem vários times grandes, é um desafio bem maior. Vamos continuar partindo para essa opção, ela viabiliza uma opção que melhora a nossa receita. Estamos estudando opções, é algo que está no nosso cardápio – disse o dirigente alvinegro ao LANCE!Net, que considerou a viagem importante para a marca do clube fora do Rio:

– Do ponto de vista da marca, foi extremamente importante. Um jogo no domingo, às 18h30… Levamos gente de Maceió, João Pessoa e outros estados. Isso é muito bom, vale muito. Foi um sucesso. Nos próximos meses vamos ter aumento de sócio-torcedores nessas áreas – garantiu Mandarino.

 Os ingressos custavam R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Como mandante e responsável pela escolha do estádio, o Botafogo assumiu a perda sozinho. No jogo do segundo turno, a estratégia pode ser repetida pelo Fluminense. O local da partida ainda está indefinido.



Fonte: Lancenet!
Comentários