Cria do Bahia, Jorge Wagner perdeu a vaga de titular justamente quando enfrentaria seu ex-clube. Agora reserva, o meia entende a decisão do técnico Vagner Mancini. Ele admite que os problemas pessoais têm afetado e que não tem feito bons jogos.

– O Mancini chegou agora e está procurando impor seu estilo e acertar a equipe. Admito que não tenho rendido nas últimas partidas o que se espera de mim e entendo perfeitamente a mudança neste momento. Estou passando por um período um pouco complicado na família após o nascimento de minha filha e todos sabem dos problemas que minha esposa teve em decorrência do parto. Ela ainda está se recuperando, mas ainda requer certos cuidados. Tenho certeza de que passando tudo isso poderei voltar a corresponder em campo. Dedicação e empenho não faltarão para fazer no Botafogo o que fiz em todos os clubes em minha carreira – disse ao site Globoesporte.com.

A esposa de Jorge Wagner teve problemas em decorrência do parto do terceiro filho do casal, antes do jogo com o San Lorenzo (ARG). O meia viajou com o grupo.

– Ela teve febre por três dias seguidos esta semana, chegando até a 40 graus. Conseguimos estabilizar, graças a Deus. Minha família está no Rio dando todo o suporte para a gente. Viajo para Salvador com o pensamento de ajudar o Botafogo a conseguir esta importante vitória fora de casa. Tropeçamos em casa e precisamos recuperar estes pontos – lembra.

Fonte: Redação FogãoNET