Não aconteceu uma, nem duas, nem três vezes. A situação já se repetiu cinco vezes desde que o técnico Ricardo Gomes assumiu o comando do Botafogo na 16ª rodada da Série B, no empate de 0 a 0 com o Luverdense. Nos últimos cinco jogos, o time carioca saiu sempre atrás no marcador, mesmo nas vitórias de 3 a 1 sobre o ABC e 2 a 1 diante do América-MG. Nas demais partidas, o Botafogo começou perdendo e não conseguiu reverter o placar — Santa Cruz 1 x 0, Paysandu 3 a 2, CRB 2 a 1.

— Estamos sofrendo gols sempre no primeiro tempo. Temos que entrar em campo mais ligados, pois depois depois fica difícil correr atrás — lamentou o atacante Neílton, que, contra o CRB, marcou seu terceiro gol pelo clube.

Neílton é presença certa na equipe que na terça-feira enfrenta o Atlético-GO, no Engenhão, a partir das 21h30m. O mesmo não se pode dizer do zagueiro Renan Fonseca. O jogador tem falhado muito nas últimas partidas e pode perder a vaga para Roger Carvalho.

Ricardo Gomes ainda não confirmou, mas Diego Jardel, até mesmo por falta de opções, deverá ser o substituto de Daniel Carvalho no meio-campo.

— É mais uma oportunidade para mostrar o meu trabalho — disse o jogador.

Fonte: O Globo Online