A semana que começou ruim para o Botafogo pode ser bem proveitosa ao fim. Às vésperas da estreia na Série B, sábado, e nesta quarta-feira, contra o Capivariano-SP, às 22h, no Estádio Nílton Santos, pela Copa do Brasil, o time alvinegro comemora não apenas o retorno de seu grande ídolo, mas a volta dele motivado. Jefferson defende a meta alvinegra exatos 35 depois de sua última partida pelo clube e animado com a convocação para a Copa América. No jogo de ida, vitória alvinegra por 2 a 1. O Botafogo pode perder até por 1 a 0 para avançar.

Depois de três semanas de tratamento e atividades em três períodos, Jefferson confessou que retoma a camisa 1 do Botafogo mais seguro de sua condição.

— Estou 100% do joelho e claro que vou readquirir o ritmo de jogo durante as partidas. Estava trabalhando em três períodos e não dava para jogar no domingo (na final do Estadual contra o Vasco). Agora volto mais inteiro — disse o goleiro da seleção.

Antes de falar com os jornalistas, Jefferson foi informado da sua convocação pelo técnico Dunga para a Copa América que será disputada em junho, no Chile. O titular da seleção não escondeu a alegria por continuar nos planos do treinador mesmo voltando de lesão.

— Sempre é uma honra poder servir a seleção brasileira e representar o nosso país. Tive uma lesão, mas Deus sabe de tudo e estou muito feliz. Agora é voltar bem aqui no Botafogo até a apresentação na seleção — celebrou, lembrando que terá de se apresentar no dia 1º de junho na Granja Comary, em Teresópolis.

O técnico René Simões confirmou que entrará em campo com time reserva.

— Claro que não vamos com o time principal, mas quem jogar vai mostrar ao René que quer jogar — elogiou Jefferson.

A diretoria, porém, se concentra na Série B, e busca reforços. O clube regularizou a contratação do lateral-esquerdo Pedro Rosa. Além dele, Lulinha deve assinar com hoje. O atacante Rafael Oliveira, do Botafogo-PB, não chegou a um acordo com a diretoria e foi descartado.

Fonte: Extra Online