Destaque do Botafogo em 2013, o meia Seedorf voltou a brilhar na vitória do Alvinegro sobre o Criciúma por 3 a 0, resultado que colocou o Botafogo na quarta posição do Campeonato Brasileiro e encaminhou a classificação para a Taça Libertadores do próximo ano. Apesar da boa temporada do holandês, de acordo com o comentarista Carlos Eduardo Lino, o clube de General Severiano não pode ficar refém apenas do seu brilho para ter bons resultados na próxima temporada.

– O Botafogo tem que tomar cuidado com o projeto Seedorf. Ele é fundamental no quesito liderança, mas não vai jogar para sempre. Tem que tomar cuidado com a “Seedorfdependência”, que pesou dentro de campo – disse Lino, no “Troca de Passes”.

Seedorf jogo Botafogo e Criciúma (Foto: Vitor Silva / SS Press)
Seedorf marcou o terceiro gol do Botafogo contra o Criciúma (Foto: Vitor Silva / SS Press)

 Para garantir uma vaga na Libertadores do próximo ano, precisa torcer contra a Ponte Preta, que enfrenta na final da Copa Sul-Americana o Lanús, da Argentina. E, para o comentarista André Rizek, a presença do camisa 10 é importante para uma possível boa campanha no torneio internacional.

–  As pessoas dizem que ele (Seedorf) é chato, que fala de tudo e que chegou a falar de como o uniforme deveria ser dobrado. Mas falavam de maneira positiva, como algo positivo, para melhorar o Botafogo. Não vejo motivo para esse casamento não continuar na Libertadores.

Fonte: Sportv.com