Comissão de Vereadores acompanha caso do Engenhão

Compartilhe:

A interdição do Engenhão ainda causa dor de cabeça aos clubes do Rio de Janeiro, em especial ao Botafogo, que administra o estádio desde 2007. Faltando pouco para a prefeitura entregar o laudo final sobre o que será feito com Engenhão, que foi fechado no início deste ano, após uma empresa alemã entregar um estudo dizendo que a cobertura tinha risco de cair com ventos acima de 60 km/h. Com a pressão da torcida Alvinegra, e dos dirigentes do clube, que cobram uma posição da prefeitura do Rio de Janeiro, o vereador Rafael Aloísio Freitas instaurou uma comissão para acompanhar os desdobramentos do caso junto ao Botafogo, e à prefeitura do Rio. Ele conversou exclusivamente com a Super-Rádio Tupi, e explicou a atuação da comissão.

“Devido à repercussão do caso do Engenhão, eu solicitei à Câmara que pudesse haver uma comissão de vereadores para que a gente pudesse estar municiado de todas as informações. Eu fiz o requerimento, que foi aprovado aqui na câmara, e agora a gente está começando a atuar em cima desse caso. Já ouvimos o lado do Botafogo, já estive com o prefeito para ouvir as informações, estive com o pessoal da RioUrbe, que na época foi a empresa da prefeitura que licitou e fiscalizou a obra. A gente está juntando todas essas peças para conseguir mostrar para as pessoas o que realmente está acontecendo. Já está encerrando o caso para que a comissão da prefeitura apresentasse um laudo, ou um parecer, e apontasse alguma solução para que o prefeito possa escolher uma solução, e a gente possa saber o que realmente vai acontecer com o Engenhão.”

O vereador Rafael afirmou ainda que o objetivo da comissão de vereadores é para que haja transparência no processo, que teve uma grande repercussão dentro e fora do país.

“Tenho conversado muito com o pessoal do Botafogo e da prefeitura para gente ficar municiado de informações, é importante que a gente consiga unir esses dois fatores. Foi uma novidade porque ninguém esperava que pudesse haver um problema com aquelas coberturas. Por outro lado, o Botafogo está sendo muito prejudicado com essa situação, porque o clube estava conseguindo transformar o estádio em uma questão bem rentável. Isso tem que ser conduzido com muito cuidado, para que as pessoas possam ver a transparência desse processo.”

Rafael diz ainda que recebeu informações de outras pessoas, além de dirigentes do Botafogo e de pessoas da prefeitura. Ele deixou seu gabinete à disposição para quem desejar dar alguma nova informação sobre o Engenhão.

“Já recebi algumas informações, só que toda a informação que chega, nós temos que verificar. Acompanhamos alguns comentários, principalmente pelas redes sociais. Eu recebi até por e-mail alguns relatos importantes, respondi os e-mails desses torcedores que comunicaram alguns fatos, estou aguardando retorno e estou á disposição para recebê-los no meu gabinete para que a gente possa conversar e esclarecer todas as coisas que envolvem o caso do Engenhão. Acho que o que todos nós queremos é que isso possa ser solucionado o mais rápido possível e que todo mundo possa ficar satisfeito porque o Engenhão, hoje, é o patrimônio da cidade, o Botafogo conta muito com ele também, e a gente sabe que vai ser importantíssimo para todo mundo.”

Sobre a definição sobre o problema do Estádio Olímpico João Havelange, o vereador acredita que, nos próximos dias, a prefeitura do Rio de Janeiro já terá um parecer sobre o que será feito com o estádio.

“Pelo que foi até publicado no Diário Oficial do Município, deve vir o laudo da empresa alemã que fez aquele laudo mais forte, da interdição, e o prefeito também já havia solicitado um estudo, se eu não me engano com o pessoal da PUC e da UFF, porque precisa ter mais de uma avaliação para ele conseguir escolher qual vai ser a melhor solução para o caso. O prazo se encerraria agora no final desse mês. Acreditamos, então, e eu vou acompanhar isso, que no início de junho já tenhamos uma posição para saber o que vai ser feito com a cobertura do Engenhão.”

A torcida do Botafogo tem se mobilizado para pedir a reabertura do Estádio.

Fonte: Site da Rádio Tupi

Comentários