Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Comitê justifica bônus milionário a Pedro Raul no Botafogo: compra diluída, contrato de risco e renovação até 2023

87 comentários

Compartilhe

Pedro Raul em Flamengo x Botafogo | Campeonato Brasileiro 2020
Vítor Silva/Botafogo

Após a notícia de que o Botafogo terá de pagar 1,5 milhão de euros (cerca de R$ 9,6 milhões) ao atacante Pedro Raul por meta atingida de atuar em 60% dos jogos, a situação foi esclarecida pelo Comitê Executivo de Futebol.

O repórter Thiago Veras, da Rádio Tupi, entrou em contato com um membro do antigo Comitê Gestor, que explicou que esse valor é referente à aquisição de 70% dos direitos econômicos do atacante. Segundo o site “GE”, foi um “contrato de risco” e, com a meta alcançada, haverá renovação até o fim de 2023.

Leia abaixo:

O Botafogo adquiriu sem custos (porque não tinha dinheiro na época da negociação) 70% dos direitos do atleta (que pertenciam ao jogador), com opção de compra diluída no contrato caso o atacante performasse na temporada atingindo a marca de 60% dos jogos como titular.

Como Pedro Raul bateu a meta o Botafogo para ter os 70% dos direitos teria que pagar 3 parcelas de 500 mil euros ao jogador nas datas previstas: 30/06/21, 30/01/22 e 30/06/22. O contrato de Pedro Raul vai até 31/12/21 com possibilidade de renovação até 31/12/23.

Em março de 2020, o Grêmio fez uma proposta de R$ 10 milhões pela compra de 50% dos direitos econômicos. Caso aceitasse o clube ficaria com apenas 20% do jogador. Hoje, o Botafogo tem a opção de vender ou pagar para ficar com os 70% dos direitos do atleta.

Um exemplo: Botafogo vende o Pedro Raul por 5 milhões de euros. Tendo 70% dos direitos ficaria com 3,5 milhões de euros. Pagaria 1,5 milhões de euros ao atleta e sobraria para o clube 2 milhões euros.

O Vitória de Guimarães-POR é dono dos outros 30% dos direitos do atleta. Pedro Raul é o artilheiro do Botafogo na temporada com 13 gols.

Fonte: Redação FogãoNET, GE e Twitter do Thiago Veras (Rádio Tupi)

Comentários