Após a saída de Brenner, Kieza tem permanência confirmada no Botafogo para 2019. O jogador será o camisa 9 da equipe, mas não terá vida fácil no clube. Isso porque a torcida e a própria diretoria não ficaram satisfeitos com o desempenho do jogador na última temporada.

Kieza disputou 40 jogos na temporada e marcou dez gols. Os números não agradam e colocam uma pressão no jogador. Ele chegou ao clube durante o Carioca do ano passado para ser uma alternativa melhor a Brenner. De fato, ele não demorou a assumir a titularidade, mas o desempenho esteve longe de agradar.

A verdade é que o camisa 9 oscilou bastante. Acumulou períodos em que atravessava boa fase, marcando gols importantes, mas também algumas partidas de seca. E é justamente isso que desagradou a todos no Alvinegro.

Com contrato longo, até o fim de 2019, Kieza foi mantido pelo Botafogo, que decidiu fazer nova aposta no experiente atacante de 32 anos. Ele, inclusive, venceu a disputa com Brenner, pois somente um deles ficaria para a próxima temporada.

Além da falta de gols, o Botafogo também ligou o sinal de alerta para as lesões de Kieza. O atacante ficou afastado em vários momentos devido ao assunto. Nesta reta final de Brasileiro, inclusive, viu Brenner assumir a posição na arrancada que manteve o time na elite do futebol brasileiro.

Kieza, portanto, terá mais uma oportunidade no Botafogo. Porém, a mudança de expetativa será algo que ele terá que levar em consideração. Conhecido dos torcedores e da diretoria, o camisa 9 terá que se superar em 2019.

Fonte: UOL