A confusão entre o técnico Jorge Jesus e o zagueiro Joel Carlí logo no fim do clássico entre Botafogo e Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro, não foi a primeira que o português se envolveu em campo. Há oito anos, quando comandava o Benfica, o comandante foi acusado de agredir um jogador brasileiro em Portugal.

O incidente acontece com o volante Rafael Miranda, do Marítimo, no dia 27 de fevereiro de 2011. O Benfica lutava pelo bicampeonato quando entrou em campo, em Funchal, dez pontos atrás do líder Porto – 58 contra 48 pontos. A partida foi tão nervosa e tensa até o lateral-esquerdo Fábio Coentrão marcar um gol aos 49 minutos do segundo tempo e deu a vitória ao Benfica por 1 a 0.

Quando o jogo terminou, os jogadores do Marítimo foram reclamar com a arbitragem do tempo de acréscimo. Nesse momento, Jorge Jesus entrou na confusão e foi acusado de agredir Rafael Miranda, Atlético-MG.

O jogador confirmou que Jesus se excedeu, mas disse que sofreu apenas um empurrão.

Fonte: Extra Online