Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Conmebol quer excluir devedores da Libertadores e da Sul-Americana de 2015

0 comentários

Compartilhe

O cerco aos clubes inadimplentes começou a se fechar na América do Sul. Em reunião realizada na terça-feira, na sede da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), em Luque, no Paraguai, dirigentes da entidade e integrantes da Federação Internacional dos Jogadores Profissionais de Futebol (FIFPro) formalizaram a criação de uma comissão que irá propor a exclusão de clubes que mantenham dívidas com os seus jogadores dos torneios continentais.

Se houve consenso entre as partes de que as agremiações devem se adequar às boas práticas financeiras, as linhas gerais da proposta ainda não foram definidas. Não foi acordado, por exemplo, como seria instituída a substituição de clubes devedores e a forma de comprovação de que não há pendências salariais com os jogadores.

Durante o encontro, Juan Ángel Napout, presidente da Conmebol, e David Paniagua, secretário-geral da FIFPro Américas, agendaram uma nova reunião do grupo de trabalho para dezembro.

— A Conmebol mostrou-se receptiva, nosso trabalho é tentar acabar com esta situação horrorosa que vemos atualmente. Veja os casos de Botafogo e Portuguesa, por exemplo. Estão matando instituições centenárias — disse Rinaldo Martorelli, presidente da FIFPro Américas.

Quando a comissão elaborar o novo conjunto de regras econômicas, o tema deverá ser aprovado pelo Comitê Executivo da entidade que dirige o futebol sul-americano, e é formado por representantes dos 10 países filiados.

Segundo Martorelli, o mais plausível é que a Copa Sul-Americana do ano que vem já seja disputada sob este novo modelo.

— Ainda não tomei conhecimento sobre o tema, mas se tirarem os clubes brasileiros que devem salários é capaz de não sobrar nenhum. Não adianta fazer só na América do Sul, tem de fazer no mundo todo — ironizou Hildo Nejar, diretor da Conmebol.

Das seis equipes brasileiros que disputaram a Libertadores deste ano, Cruzeiro, Flamengo, Grêmio e Atlético-PR não devem salários no momento, segundo o site “Uol”.

Comentários