O Botafogo já sabe quem enfrentará pelas quartas de final da Copa Ipiranga sub-20. Como ficou sem segundo lugar do Grupo A, o Alvinegro terá a missão de encarar o Verdão, que vem de uma vitória acachapante sobre o River Plate, por 6 a 0, e encerrou a primeira fase como líder do Grupo C. O duelo será já nesta segunda-feira, às 17h30 (de Brasília), em Flores da Cunha. Mas nada que abale o moral da equipe carioca.

Titular do Botafogo, o volante Caio Alexandre fez um balanço da campanha e afirmou que a recente goleada do Verdão não altera o planejamento de seu time, hoje comandado por Thiago Camillis – que assumiu a vaga de técnico após a saída de Felipe Lucena, agora membro da comissão técnica do Goiás.

– A competição tem sido muito disputada, com jogos equilibrados. Estamos conseguindo manter um bom ritmo. Já buscamos o primeiro objetivo, que foi a classificação – disse o meio-campista, em contato ao LANCE!, completando:

– Sabemos da dificuldade que é enfrentar o Palmeiras, mas somos grandes, como eles, e temos muita qualidade. O jogo é jogado dentro das quatro linhas. Eles vêm fortes, assim como o Botafogo. Faremos o melhor pela vitória.

Por fim, Caio Alexandre respondeu que, por conta da saída do Lucena, o grupo se fechou após o pedido de “Sassá”, apelido do novo contratado do Goiás, de ser campeão da Copa Ipiranga como forma de presente e gratidão.

– A saída do Felipe Lucena, que aqui chamamos de Sassá, foi ruim pois se trata de um grande treinador. O grupo abraçou a ideia dele. Fizemos três jogos com ele, que nos ajudou bastante e é um grande treinador. O Lucena pediu o título de presente. Com essa saída, posso dizer que ficamos ainda mais fortes internamente. Nos fechamos – finalizou o jovem, capitão da equipe sub-20.

Fonte: Terra