Embora seja complicado fazer previsões no futebol, não há dúvida de que o Vasco sai na frente hoje. A última boa imagem foi a do clássico diante do Flamengo em que o time jogou de igual para igual, mostrou força e determinação e acabou perdendo em dois lances infelizes — erro grosseiro do goleiro e pênalti desnecessário. Mas o time tem evoluído bem, manteve o bom nível da defesa, terá de volta quase todos os titulares e melhorou ofensivamente nas últimas rodadas pela surpreendente entrada de Julio dos Santos e, principalmente, pelo oportunismo de Gilberto. Ainda não deu para saber de Dagoberto, que se lesionou e não joga hoje.

A queda do Botafogo ajuda no favoritismo do Vasco e não aconteceu, como se imaginava, pelo desfalque de Jefferson, bem substituído por Renan. O elenco é fraco, não tem reservas à altura, até Marcelo Mattos faz muita falta, o meio-campo vem se omitindo com atuações pífias de Diego Jardel e Tomas e o ataque piorou muito, não justificando sequer aquela brincadeira inicial com Steve Jobson e Bill Gates. O futebol da dupla anda mais para a fase atual de Eike Batista.

Fonte: Coluna do Márcio Guedes - O Dia Online