O Cruzeiro já acertou com o Botafogo as condições para a contratação do volante/meia Bruno Silva, de 31 anos. Mas ainda há uma pendência em relação à data do pagamento. Uma reunião no dia 27 de dezembro entre o clube carioca e o empresário do jogador, o agente Carlinhos Sabiá, deve definir a situação. A informação foi confirmada por uma fonte ligada às tratativas.

O Botafogo quer receber no dia 4 de janeiro para liberar o jogador para iniciar a pré-temporada no Cruzeiro no dia 3. Mas a Raposa só poderia arcar com a operação no dia 10. O agente Carlinhos Sabiá vai discutir a data de pagamento com o clube carioca.

Os termos da negociação entre Botafogo e Cruzeiro já foram acertados. A Raposa vai repassar R$ 4 milhões ao Botafogo, além de 40% dos direitos econômicos do atacante Roni, que jogou pelo Albirex Niigata do Japão a última edição da J1-League (marcou sete gols em 32 jogos). Roni vai reforçar o clube carioca em 2018. Os salários serão pagos pelo Botafogo.

A diretoria celeste também teve que se acertar com a Ponte Preta. O clube paulista detém os 60% restantes dos direitos econômicos de Bruno Silva. O Cruzeiro já chegou a um acordo com a Macaca.

Assim que tudo estiver resolvido, Bruno Silva vai assinar contrato de três anos com o Cruzeiro. O jogador já tinha o desejo de deixar o Rio de Janeiro para ficar mais próximo dos familiares, que residem em Honório Bicalho, distrito de Nova Lima.

Bruno Silva começou a carreira no Villa Nova, em 2005. Ele atuou por times do interior de Minas antes de passar por Avaí, Bahia, Ponte Preta, Atlético-PR, Chapecoense e Botafogo. Um dos destaques do alvinegro em 2017, o volante jogou 60 partidas e marcou nove gols. De estilo aguerrido, é considerado líder no elenco alvinegro e se destaca pela entrega em campo. Por causa da forte pegada, levou 18 cartões amarelos e dois vermelhos nesta temporada.

Se for contratado, Bruno Silva brigará por posição com Robinho no Cruzeiro. Apesar de também atuar como volante, o jogador prefere ocupar o lado direito da linha de três meias, dando apoio ao ataque e auxiliando o lateral na defesa. O Cruzeiro priorizou sua contratação, pois Robinho tem sofrido com lesões nesta temporada e precisa de um concorrente à altura.

CAPÍTULOS DA NOVELA BRUNO SILVA

04/10 – Diogo Barbosa manda mensagem para Bruno Silva e reforça rumor sobre interesse do Cruzeiro. “Estou te esperando!”

22/10 – Gilvan de Pinho Tavares, presidente do Cruzeiro, anuncia contratação de Bruno Silva antes do clássico contra o Atlético, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. No mesmo dia, o agente do volante, Carlinhos Sabiá, adotou cautela e negou o acordo.

01/11 – Em entrevista à TV Alterosa, Bruno Silva confirma conversas com o Cruzeiro e brincou sobre possível concorrência com Robinho no time, em 2018.

13/11 – Em entrevista ao Superesportes, Itair Machado, vice de futebol do Cruzeiro, disse que as declarações de Gilvan, dando o negócio como certo, tornaram a negociação com o Botafogo mais difícil. Ainda assim, ele manteve esperança de chegar a um acordo.

16/11 – Ao ser substituído na partida contra o Atlético-GO, no Engenhão, pelo Brasileiro, Bruno Silva foi vaiado pela torcida do Botafogo, insatisfeita pela sua negociação com o Cruzeiro. Em resposta, ele fez um gesto dando a entender que deixaria o Alvinegro.

17/11 – Bruno Silva se pronuncia sobre seu gesto e pede desculpas à torcida do Botafogo. No mesmo dia, o presidente do clube, Carlos Eduardo Pereira, aceita o pedido de desculpas, garante a permanência do volante em 2018 e desmente negociações com o Cruzeiro.

30/11 – Itair Machado revela que se reuniu com o Antônio Carlos Azevedo, dirigente do Botafogo, e encerrou mal-estar pelas declarações de Gilvan, que deu a contratação de Bruno Silva como fechada. No encontro, clubes voltaram a negociar a transferência do volante para Cruzeiro. Uma lista é apresentada aos cariocas com jogadores que poderiam ser envolvidos na transação.

04/12 – Bruno Silva admite ter recebido proposta do Cruzeiro, mas manifesta desejo de permanecer no Botafogo. Tudo não passaria de discurso para não criar novo mal-estar e não prejudicar as negociações.

05/12 – O presidente do Cruzeiro Wagner Pires de Sá e o vice, Itair Machado, se reúnem no Rio de Janeiro com a cúpula do Botafogo e apresentam proposta oficial para contratar Bruno Silva. Elber, Rafael Marques e Fabrício Bruno são nomes oferecidos ao Alvinegro.

09/12 – Bruno Silva muda discurso e admite que espera desfecho positivo de sua negociação com o Cruzeiro: “Feliz pelo interesse do Cruzeiro, sou mineiro, sei da história do Cruzeiro. Fiquei muito feliz. Espero que se resolva da melhor maneira e que seja bom para todas as partes, para o Cruzeiro, para mim, para o Botafogo. Sou grato ao Botafogo, mas tenho meu sonho de disputar a Libertadores e o Cruzeiro está lá (…) Se eu fechar com o Cruzeiro, vou ficar muito feliz”.

10/12 – Vaza na internet um vídeo de Bruno Silva, ao lado de um amigo, dizendo que chegou ao ‘Cruzeirão cabuloso”. Na gravação, ele ainda zomba do rival Atlético. “Vamo atropelar”.

11/12 – Em nova postagem nas redes sociais, Bruno Silva disse que o vídeo se tratou de uma brincadeira. Ele desconversou sobre o acerto com o Cruzeiro e reiterou seu respeito ao Botafogo.

12/12 – Carlinhos Sabiá, agente de Bruno Silva, mostra confiança no acerto com o Cruzeiro. Negociação com Botafogo teria evoluído. “Não passa de amanhã (dia 13)”.

12/12 – Superesportes revela que o jogador a ser envolvido na negociação pelo Cruzeiro é o atacante Roni, que estava emprestado ao Albirez Niigata do Japão. O Botafogo ainda receberia R$ 4 milhões para liberar Bruno Silva.

14/12 – Cruzeiro anuncia acordo com Botafogo quanto às condições da liberação de Bruno Silva: R$ 4 milhões por 40% dos direitos, mais 40% dos direitos do atacante Roni. Falta agora um acordo com a Ponte Preta, detentora de 60% dos direitos do volante.

18/12 – Durante posse da nova diretoria do Cruzeiro, Itair Machado diz que Bruno Silva será jogador do clube. Ele revela que também entrou em acordo com a Ponte Preta, detentora de 60% dos direitos do volante. Com o Botafogo, as condições já estavam acertadas. Faltava apenas definir a data do pagamento. O Cruzeiro propunha o dia 10/1/2018. O Botafogo exige o dia 4/1/2018.

Fonte: Superesportes