D’Alessandro e Seedorf fazem duelo de maiores garçons do Brasileirão domingo

Compartilhe:

O jogo entre Internacional e Botafogo será palco de um duelo particular no domingo, às 17h. D’Alessandro e Seedorf, dois dos maiores garçons do Campeonato Brasileiro, se enfrentarão no estádio Centenário, em Caxias do Sul. E o desempenho deles pode ser determinante no placar da partida válida pela 33ª rodada.

A disputa paralela chega em um momento atípico do ano para o argentino e o holandês. Tanto D’Ale quanto Seedorf não atravessam seu melhor momento em 2013. Mas mesmo assim seguem como gênese da esperança. E os números justificam este status.

De acordo com o DataFolha, D’Alessandro e Seedorf deram sete assistências neste Brasileirão. Estão no lugar mais alto da lista que trata do quesito, juntamente com Rafael Sóbis, do Fluminense, e Juninho Pernambucano, do Vasco.

D’Alessandro participou de 29 das 32 partidas do Inter no campeonato. Além de ser garçom, também é o artilheiro do time com 10 gols. Sem ele, o Colorado não ganhou em 2013. É mais do que o capitão, é o norte do time.

“O D’Alessandro é o nosso melhor jogador, ele faz a diferença mesmo. Mas o futebol não se resolve só com um. Temos que nos ajudar. Ajudar ele. O Inter não está acostumado a este momento. O Inter está acostumado a disputar títulos e queremos reverter a situação”, comentou o lateral Ednei ao falar da oscilação do Inter e também de D’Alessandro.

Já Seedorf tem 28 jogos e seis gols no Brasileirão. É espelho para os mais jovens, voz forte dentro e fora de campo. Imagem de um Botafogo revigorado e forte na disputa por um lugar na parte de cima da tabela.

“Este número é gratificante. O Brasil é o país do futebol, a Meca do futebol. Cresci ouvindo isso e vendo todos os jogos. Tem muito talento aqui. Por isso, é um orgulho sim. Poder mostrar meu futebol e ajudar o Botafogo”, comentou o holandês.

O craque do Botafogo já enfrentou D’Alessandro desde que chegou ao Brasil. E revelou ter admiração pelo argentino. Principalmente pelo estilo de jogo e a atitude utilizada pelo gringo em campo.

“O D’Alessandro é um jogador muito importante, criativo. Toma as responsabilidades do jogo. Ele gosta de brincar durante o jogo, e gosto disso. Obviamente gosto de acompanhar seus jogos. Vamos brincar novamente nesse domingo [risos]”, afirmou.

Com as brincadeiras e os passes precisos de D’Ale e Seedorf, Internacional e Botafogo se cruzam tentando a mesma coisa: se sustentar. O time gaúcho tenta liquidar de vez o risco de rebaixamento – atualmente mínimo. Já a equipe carioca precisa ganhar para seguir no G-4.

Fonte: UOL

Comentários