Após o empate em 1 a 1 com o Sport, na Ilha do Retiro, o Botafogo desembarcou no Rio de Janeiro por volta das 14h. Os titulares da partida válida pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro foram ao Estádio Nilton Santos realizarem um treino regenerativo. Já os acionados no fim da segunda etapa e os relacionados realizaram um coletivo com campo reduzido, nesta terça.

A principal atração no gramado anexo da casa alvinegra ficou por conta de Rodrigo Aguirre, que realizou a sua primeira atividade junto ao grupo. Atuando como referência no treino de nove contra contra e sem limitações de toques, o uruguaio, marcado por Yago e Marcelo Benevenuto, esteve tímido, pouco participou e só conseguiu um arremate com perigo – de direita e que parou em Jefferson.

No shootout promovido por Alberto Valentim, como o treino, recheado de garotos da base, como Pimenta, Maciel, Erick, Enrico e Marcos Paulo, terminou empatado, Aguirre desperdiçou a sua cobrança, após dois toques na bola.

A tendência é que o atacante de 23 anos, já regularizado para estrear, se solte aos poucos aliado a um maior entrosamento com o elenco. Nesta quarta-feira, por exemplo, irá compor o treino já com os titulares, visando a partida de sábado, contra o Grêmio, pela terceira rodada do Brasileirão.

GATITO EM AVALIAÇÃO

Principal nome do Botafogo contra o Sport, Gatito Fernández esteve em avaliação médica após sair do confronto em Recife com dores no joelho direito. O goleiro não foi a campo, mas, de acordo com Ezequiel, deve estar à disposição de Valentim para o jogo diante dos gaúchos, a ser realizado no Rio.

– Ele teve bastante dor no joelho com uma pancada no gol impedido do Sport (no fim do jogo). Mas não é nada que vai tirar ele do jogo (de sábado), acredito eu – tranquilizou o jovem atacante, em entrevista coletiva.

Em tempo: Renatinho, poupado do último compromisso e recuperado de lesão muscular na coxa, treinou sem limitações. Diferente de Luiz Fernando, que, assim como Marcelo e Moisés, não estiveram na atividade desta tarde.

Fonte: Terra