Com um ponto a menos do que a Chapecoense, time que ficou com a última vaga para Libertadores no Campeonato Brasileiro do ano passado, o Botafogo perdeu a chance de disputar a competição sul-americana nos detalhes. Um deles foi o desempenho fora de casa, apenas cinco vitórias em partidas longe do Nilton Santos. No domingo, contra o América-MG, o Alvinegro tem a chance de começar a escrever a história de uma maneira diferente em 2018.

Por enquanto, a equipe ainda não mostrou força fora do Rio. Nos dois jogos que fez fora de casa, perdeu um, para o Cruzeiro, por 1 a 0, e empatou outro, com o Sport, por 1 a 1. Portanto, dos oito pontos que conquistou nas cinco rodadas até aqui, sete vieram no Nilton Santos.

O problema para os planos do Botafogo é quenos dois jogos que fez até aqui Estádio Independência, em Belo Horizonte,o América-MG saiu com a vitória. Na primeira rodada, 3 a 0 contra o Sport e depois 2 a 1 com o Vitória. Em compensação, fora de casa, os mineiros só somaram um ponto dos nove que disputaram.

Autor do gol da vitória na segunda contra o Fluminense, Kieza vê um confronto difícil no domingo.

— É importante somar pontos nesse início. O Brasileiro é muito difícil, a gente tem que estar sempre com a cabeça focada. O América-MG é um adversário muito forte jogando em casa, então temos que estar concentrados para somar pontos lá — analisou o atacante, que deve seguir titular jogando aberto do lado esquerdo.

Sub-20 tem missão difícil no Niltão

O Botafogo decide hoje, às 18h30, no Estádio Nilton Santos, uma vaga na final da Copa do Brasil sub-20, contra o Corinthians. Os paulistas venceram a partida da ida, em Bragança Paulista, por 2 a 0 e o Alvinegro precisa devolver o placar para levar para os pênaltis.

O torcedor que quiser comparecer ao estádio para apoiar a jovem equipe do Botafogo precisa levar apenas1kg de alimento, as entradas serão realizadas pelo portão leste. Os portões abrem a partir das 17h30.

O encontro entre Botafogo e Corinthians é uma reedição da final do Campeonato Brasileiro sub-20 de 2016, quando o Alvinegro se sagrou campeão.

Desfalques na primeira partida porque haviam sido expulsos nas quartas de final contra a Ponte Preta, o goleiro Diego e o volante Wanderson devem voltar hoje ao time que conta com o atacante Ezequiel, que é o nome do time que mais atuou pelo profissional.

Fonte: Extra Online