Os últimos anos de Henrique têm sido semelhantes. O jogador inicia a temporada 2015 da mesma forma que as últimas: com a meta de se firmar e mostrar que o sucesso no Mundial sub-20 de 2011 não foi por acaso. De volta ao Botafogo, ele já tem na ponta da língua os objetivos de agora.

– Quero me firmar como titular, poder fazer gols e ajudar o Botafogo a voltar à elite. Enfim, quero fazer bons jogos, ter a confiança do treinador e voltar ao mercado – disse o atacante, de apenas 23 anos.

Emprestado na última temporada para o Bahia, que também foi rebaixado, o jogador não esconde que ficou desapontado por ter sido preterido pelo técnico Eduardo Húngaro. Agora, tanto ele quanto o próprio Botafogo tentam dar a volta por cima.

– Comecei bem o ano (passado). Quando saí do Botafogo era um dos artilheiros do time. Não entendi, mas aceitei. Preciso de continuidade, né? Jogador precisa de mais sequência, de confiança. Se tivesse continuado, a tendência seria melhorar. E agora é vontade dobrada de ajudar o Botafogo a voltar de onde não devia ter saído.

Henrique despontou cedo no mundo do futebol. Foi artilheiro e melhor jogador do Mundial sub-20, de 2011. Gerou muita expectativa, mas não rendeu por onde passou.

– Lá joguei na posição que gosto e desempenhei meu melhor futebol. Agora, mesmo em posições diferentes espero voltar a render o máximo para fazer gols e ajudar o Botafogo.

Mas para dar a volta por cima, antes ele terá que vencer a concorrência de outros seis candidatos à vaga. No treino desta terça, o técnico René Simões esboçou um time titular com Rodrigo Pimpão e Bill na frente. Henrique terá que superar as desconfianças e mostrar que pode render mais do que em 2013.

– Tentei fazer meu melhor e infelizmente as coisas não aconteceram da maneira que eu quis. Mas futebol é isso: tentar se superar. Tenho certeza que 2015 vai ser um ano melhor.

Fonte: Extra Online