Com a saída de 16 jogadores do elenco campeão da Série B, o Botafogo terá que formar um time quase totalmente novo para a temporada de 2016. Engana-se, porém, quem pensa que isso preocupa a diretoria. A situação, segundo o presidente Carlos Eduardo Pereira, foi calculada e visa o fortalecimento da equipe no retorno à elite do futebol brasileiro.

“Isso não nos preocupa. Estava tudo planejado, tendo em vista que que saímos da Série B para a Série A. É outro nível”, afirmou o dirigente.

O principal alvo da cúpula alvinegra é o mercado sul-americano. Depois de acertar a contratação do zagueiro argentino Joel Carli, o clube está bem perto de fechar com o volante equatoriano Pedro Larrea e negocia com o atacante paraguaio Jorge Ortega.

Sem Navarro, o clube conseguiu reverter a situação de Neilton, que deve permanecer por mais uma temporada. Do time titular que venceu o ABC e garantiu o título da Série B com uma rodada de antecipação, só três estão confirmados para a próxima temporada: Jefferson, Rodrigo Lindoso e Fernandes.

Já Luis Ricardo, Renan Fonseca e Neilton negociam a renovação de contrato. Os outros cinco não fazem mais parte dos planos do Botafogo. A ideia da diretoria é formar uma equipe mais experiente, capaz de fazer frente aos adversários da Primeira Divisão. Com o orçamento de R$ 78 milhões para o futebol aprovado, o teto salarial não será mais um impedimento para fazer contratações.

Fonte: O Dia Online