Emprestado ao Botafogo até o fim desta temporada, o atacante Erik tem o futuro incerto. No entanto, se depender somente da torcida alvinegra, ele vai permanecer no Rio. O atleta de 24 anos pertence ao Palmeiras e já vem ouvindo pedidos dos alvinegros para seguir no Rio.

Erik foi novamente decisivo a favor do Botafogo no clássico contra o Flamengo, no último sábado, no Estádio Nilton Santos. Em uma jogada de velocidade, ele abriu o placar e construiu o caminho para o triunfo. Foi o segundo gol dele com a camisa alvinegra. Antes, ele foi importante com muita movimentação no setor ofensivo em outros jogos e também brilhou contra o Vitória.

Com Erik como titular, o Glorioso tem um aproveitamento digno de G6, cerca de 55%. Foram cinco vitórias, três empates e três derrotas. O atacante agradece ao técnico Zé Ricardo pelo bom momento. Ele afirma que o treinador vem pedindo para ele ajudar na marcação.

– O futebol está muito competitivo. Se o ponta não marcar, o time vai sofrer. Foi algo que o Zé trabalhou muito comigo no dia a dia. Foi muito bom marcar (um gol) novamente, eu sempre costumo ressaltar que o conjunto é muito importante, a cada dia estamos nos fortalecendo – disse.

Erik chegou a perder a vaga de titular no time de Zé Ricardo para Rodrigo Pimpão e ficou no banco contra Bahia e Ceará. Coincidentemente ou não, o Botafogo não venceu nessas ocasiões.

FUTURO INCERTO

Com o contrato próximo do fim, Erik ainda evita falar sobre o futuro.

– Desde que fui apresentado, falei que queria fazer o melhor em cada jogo, viver intensamente cada partida. Deixa isso para quando acabar o campeonato, é algo que não depende só de mim. Espero ajudar o Botafogo, é o que mais importa neste momento – comenta, sem dar pistas.

Erik despontou para o cenário nacional no Goiás, onde brilhou com muitos gols e belas jogadas. Contratado pelo Palmeiras em 2016, ele não conseguiu repetir o mesmo desempenho em São Paulo e acabou emprestado ao Atlético-MG, onde também ficou apagado. No Botafogo, porém, o atacante reencontrou o bom futebol e voltou a ser protagonista.

Fonte: Terra