A defesa do Botafogo era um dos pilares da equipe. O problema é que isso não tem sido verdade nos últimos jogos. Sem Roger Carvalho, lesionado, o técnico René Simões viu o sistema defensivo virar um problema. Os dois gols sofridos diante do Fluminense poderiam ter deixado o Alvinegro em situação delicada. E isso só não ocorreu porque a ofensividade da equipe mais uma vez se mostrou presente.

Após o gol de Willian Arão já no fim do jogo, o Botafogo manteve a escrita de ter feito gols em todos os jogos na temporada. O feito minimizou o estrago, apesar de tirar a vantagem de dois empates do Alvinegro, que terá que vencer o rival para seguir vivo no Carioca. O volante foi o 15º jogador a marcar pelo clube em 2015.

“Marcar gols para nós em algo normal. O problema foi ter levado dois gols. Isso realmente era algo que não esperávamos. Por outro lado, acho que nós deveríamos ter marcado mais gols. O próprio Arão poderia ter feito outro em seguida, mas não foi feliz na conclusão. Gostei do time no geral, mas precisa acertar algumas coisas”, disse René Simões.

“A leitura foi boa. Fizemos uma grande partida. O primeiro tempo especialmente, controlamos desde o início. Perdemos a bola e sofremos com contra-ataque. Num desses levamos o gol. No segundo tempo fizeram alteração. Time demorou a encaixar. Saíram jogando com facilidade. Reagimos rápido na troca dos jogadores. Fizeram o segundo, mas fomos para dentro. Diminuímos e podíamos ter feito o segundo. Tivemos 17 finalizações contra 10 deles. O resultado não diz o que foi o jogo. Tem q fazer gol e faltou isso, só fizemos um”, completou.

Para a próxima partida, Botafogo e Fluminense terão uma inversão do que ocorreu neste sábado. Agora é o Tricolor quem tem a vantagem do empate. O treinador do Alvinegro não está abatido com a situação e acredita no poder de sua equipe para sair de campo na semana que vem com a vaga na final do Carioca.

“É a mesma vantagem que o Fluminense tem agora. A gente tinha e passou para eles. Quando estava com o Botafogo, disse que não jogaria pesando nisso. Sabia que faríamos o nosso gol. Mas não esperava tomar dos. Tomamos e vamos atrás no sábado que vem. Esse é o futebol, dinâmico”, finalizou.

Com a derrota de 2 a 1, o Botafogo terá que vencer o Fluminense por um go de diferença para decidir a vaga na final nos pênaltis. Vitória de dois ou mais gols garante a classificação. Qualquer derrota ou empate, leva o Tricolor para a decisão.

Fonte: UOL