Demitido por Bolsonaro, Henrique Mandetta cita Botafogo ao comentar gestão da crise do novo coronavírus

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Torcedor do Botafogo, Henrique Mandetta foi demitido do Ministério da Saúde pelo presidente Jair Bolsonaro durante a crise do novo coronavírus
Reprodução/GloboNews

O ex-ministro Henrique Mandetta citou o Botafogo em uma videoconferência organizada pelo Fórum Inovação Saúde, realizada nesta quinta-feira, horas antes de ser demitido da liderança do Ministério da Saúde pelo presidente Jair Bolsonaro.

Torcedor declarado do Botafogo, Mandetta disse que deixará o cargo até sexta-feira (17/4) e relaxou ao falar sobre futebol e os riscos do fim do isolamento social durante a pandemia do novo coronavírus.

– Quando o Maracanã for aberto e o Botafogo for campeão e aquela massa botafoguense se abraçar, a doença vai pegar.

O médico Josier Vilar riu e respondeu:

– Esse risco não existe, ministro. O Botafogo não enche o Maracanã, somente o Flamengo.

O ex-ministro rebateu bem-humorado:

– O meu maior predicado em gerenciar crises a vida inteira foi a de ser torcedor do Botafogo.

Assista ao vídeo de Mandetta abaixo:

Fonte: Redação FogãoNET e Blog do Lauro Jardim - O Globo Online

Notícias relacionadas