Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Taça Rio

09/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Nova Iguaçu
NOV

X

Escudo Botafogo
BOT

Carioca

02/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

0

X

0

Escudo Nova Iguaçu
NOV

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

4

X

0

Escudo Macaé
MAC

Diego Giaretta comemora boa atuação na lateral esquerda e retorno ao time titular

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Zagueiro de origem, Diego Giaretta foi improvisado na lateral esquerda no confronto contra o Vitória, partida em que o Botafogo confirmou a liderança na Série B. O jogador teve uma boa atuação na posição, inclusive, fazendo o cruzamento que originou o primeiro gol do Glorioso, marcado pelo uruguaio Navarro. O atleta falou com exclusividade à reportagem da Super Rádio Tupi sobre o retorno da equipe ao topo da tabela, volta ao time titular, aproveitamento nos jogos no Estádio Nilton Santos, oscilação na competição e o confronto contra o Paraná nesta terça-feira, às 19h, no antigo Engenhão.

Confira na íntegra a entrevista:

Resultado positivo contra o Vitória e boa atuação na lateral esquerda

“Foi bom pelo fato de a gente ter conseguido o resultado. Claro que nós jogamos dentro de uma ideia que o professor passou para gente. Jogo lá no Barradão nós sabemos como é, todos nós jogamos lá, a dificuldade que é, eles predominam muito o fator casa lá em Salvador, e realmente foi um jogo muito difícil. Eles vieram para cima, como nós esperávamos, com três atacantes, e seria pressão, e a gente não podia desguarnecer ali a linha de quatro. Então, o professor optou por me colocar na lateral, pelo fato também da marcação, prioridade acima de tudo ali no setor defensivo, e conseguimos suportar legal. No primeiro tempo mesmo tivemos até chance de fazer o primeiro gol, e no segundo eu fui feliz, com o jogo um pouco mais tranquilo, eles já deixavam a gente jogar um pouco mais, também já estavam um pouco exaustos, começaram a abrir bastante espaço, e a gente pode começar a fazer o nosso jogo, tocar a bola, criar situações e, em uma dessas, eu fui para o apoio, recebi a bola do Elvis e cruzei, e graças a Deus fomos felizes em fazer o gol com o Navarro. Enfim, saímos com a vitória, e eu fico contente, porque foi uma opção do professor, primeira vez jogando de titular da lateral esquerda aqui no Botafogo, na minha primeira passagem foi praticamente só de lateral esquerdo aqui. Então, é uma coisa que eu sei fazer dentro do que ele pediu para mim. Sem dúvida alguma, como ele me pediu e me explicou a ideia para montar o esquema tático, eu fui, e graças a Deus deu certo. Enfim, o importante é isso, é estar ajudando o Botafogo e alcançarmos o nosso objetivo que é ficar entre os quatro até novembro”.

Retorno ao time titular

“Bom, é claro que a gente sempre quer estar jogando. Passamos pelos momentos difíceis, mas, enfim, graças a Deus, nos recuperamos. E que nem o professor disse, agora é manter os pés no chão, com humildade, vamos enfrentar uma equipe que vem em uma ascensão também, três vitórias, e vai ser um jogo difícil. Então, temos que ter cautela para que não possamos ser surpreendidos como fomos contra o Paysandu. Esperamos fazer um bom jogo amanhã e consolidar realmente essa vitória. Não adianta nada a gente vir de um jogo tão difícil desses fora de casa e chegar aqui amanhã e fazer uma partida péssima. Então, esse não é o nosso objetivo, até porque é uma reta final para gente. Então, agora cada jogo que está passando, para a gente tem que ser uma final e a gente está com o foco realmente de chegar em novembro e, se Deus quiser, estar classificado e podendo brigar pelo título”.

O que representa a liderança e duas vitórias seguidas

“Confiança, graças a Deus. A gente vinha de duas derrotas, então, precisávamos reagir. Graças a Deus, no jogo contra o Atlético Goianiense reagimos bem, e agora fora de casa nem se fala. Foi uma grande vitória por ser um adversário direto nosso, que estava na liderança, um adversário muito forte, então, conseguimos superá-los na casa deles, então, para gente, isso nos traz muita confiança. Mas como eu disse, já passou, foi um obstáculo que nós conseguimos vencer, agora temos outro amanhã à noite e esperamos realmente confirmar a nossa boa fase vencendo em casa. Então, agora o fator casa para gente é o que vai predominar para que possamos realmente chegar no final do ano já classificados”.

Aproveitamento nos jogos em casa (Sete vitórias, três empate e uma derrota no Estádio Nilton Santos)

“Sem dúvida. Se não me engano, perdemos só contra o Paysandu aqui, pela Série B. Foi um jogo atípico, então sabemos de tudo que aconteceu, os erros que tivemos, mas, enfim, já corrigimos, então sabemos que está em nossas mãos. Então, se fizermos nosso dever de casa, há 90% de chance que vamos colocar o Botafogo na Série A do ano que vem”.

Oscilação na competição

“Isso acontece, é normal. Mas é o que a gente falou, o importante nessas horas é podermos detectar os nossos erros, porque o campeonato passa. Nós mesmos que estamos jogando Séries A, Série B principalmente, sabemos que é assim, é muito equilibrado, muito nivelado e agora nada melhor do que você passar um jogo após o outro, mas, sem dúvida alguma, usando aquelas derrotas para que possa corrigir. Corrigir aquilo que realmente faltou, para que você possa sair o quanto antes da situação incômoda. Nós passamos duas rodadas nessa situação incômoda, mas graças a Deus, depois do jogo contra o CRB, a gente já começou a se recuperar em casa. Enfim, agora, graças a Deus, esperamos, mas é como a gente mesmo falou, é colocar os pés no chão e fazer o nosso melhor, principalmente em casa, sabendo que cada jogo agora é uma final para gente”.

Jogo contra o Paraná e lembranças do confronto do primeiro turno

“Eu me lembro bem, foi na Vila Capanema. Um jogo bem difícil que enfrentamos lá, por ser na casa deles, e toda vez que jogamos lá por outros clubes, nós sabemos a dificuldade que é jogar lá e realmente foi isso e, graças a Deus, quando estava 1 a 1, perdemos um homem ainda, se não me engano, o William Arão foi expulso e para gente já estava de bom tamanho o empate fora de casa, naquelas circunstâncias, era um excelente resultado. Mas, graças a Deus, o Pimpão foi feliz no chute e conseguimos ganhar por 2 a 1. Mas agora é outra história. Como eu disse, eles vêm em uma ascensão e, para que nós não venhamos a ser surpreendidos, temos que tomar todas as cautelas aqui dentro de casa. Então, é um adversário forte, sabemos a dificuldade, eles vêm e jogam por uma bola. Enfim, sabemos que toda vez que nós erramos, ou então descuidamos, pagamos um preço caro. Então, espero que a gente amanhã entre ligado e dê sequência a essa nossa boa fase”.

Notícias relacionadas
Comentários