O Botafogo iniciou o ano com um time consistente e forte no Estadual. A receita de trabalho, dedicação e união é a máxima do grupo e, segundo Diego Jardel, o principal segredo é focar somente nas próprias forças. Com a Cabofriense pela frente, domingo, no Estádio Moacyrzão, o meia quer somente a vitória e não pensará em secar os rivais. o Glorioso poderá reassumir a liderança caso o Vasco não vença na rodada.

– A gente tem que fazer o nosso. Pensar em ganhar o jogo e esquecer o que está fora dele. Nosso intuito é a Cabofriense e é nisso que estamos pensando agora. Queremos vencer e esperamos conseguir isso no domingo. Não é a hora de pensar no Vasco, mas sim na Cabofriense e depois no Barra Mansa. A vitória contra a Cabofriense será muito importante para a nossa classificação, depois daremos atenção aos outros jogos – encara Jardel.

Peça importante na armação de jogas no time de René Simões, Diego Jardel já balançou a rede duas vezes no Estadual e espera não parar por ai. O jogador prioriza servir os companheiros, mas também gosta de deixar sua marca.

– Todo jogador gosta de fazer gol e eu tenho as minhas funções dentro da equipe. Armo as jogadas, chego mais de trás, mas tenho tido oportunidades e a bola tem sobrado pra mim em algumas oportunidades. Agora é ter tranquilidade na hora de concluir que o gol vai voltar – disse o meia.

Diante da Cabofriense o Botafogo poderá voltar ao primeiro lugar no Estadual. A vitória diante da equipe da região dos lagos e um resultado adverso do Vasco no clássico é a conta certa para voltar ao topo. Mas Diego Jardel não espera vida fácil contra a Cabofriense, que jogará pressionada pela derrota na rodada anterior.

– A Cabofriense vem de derrota e vai jogar a vida contra nós. Vai procurar impor um ritmo forte contra nós jogando em casa e temos que estar atentos com as armadilhas que podemos encontrar em Macaé. Vamos dar o nosso melhor para sair com a vitória – espera o camisa 10.

Para conquistar a 9ª vitória no Carioca Diego Jardel espera contar com um parceria quem vem dando certo. Ao lado de Rodrigo Pimpão o aproveitamento do meia é ainda maior e, com o retorno do companheiro, o meia prevê uma  ‘boa dor de cabeça’ para o treinador.

– Tenho uma boa sintonia com o Pimpão desde que chegamos ao Botafogo. Fico feliz pelo retorno dele e será uma dor de cabeça a mais para o treinador. Isso mostra que temos muitos jogadores do mesmo nível, o que engrandece o trabalho feito aqui. Tem o Jobson fazendo o trabalho dele, o Tássio que entrou fazendo o gol… Não é só Pimpão e Jardel, mas um elenco que luta sempre para manter um bom nível – falou Jardel.

A campanha de 8 vitórias, 1 empate e apenas um revés é um bom indicador ao Alvinegro, que terá um ano duro pela frente. Jardel vê o time no caminho certo e afirma que o Botafogo não pode pensar em outra coisa que não seja sempre vencer.

– Não podemos pensar diferente e o Botafogo sempre tem que almejar a primeira colocação. Não vai ser a camisa que vai ganhar o jogo, temos que fazer por onde. Temos trabalhado bem e com isso estamos entre os primeiros. A ideia é seguir no mesmo nível para conquistar essa taça – encerrou.

O Botafogo voltará a treinar na manhã de sábado, no Estádio Nilton Santos. Na sequência o elenco segue para Macaé, local do jogo diante da Cabofriense, domingo, às 16h, no Estádio Moacyrzão.

Fonte: Site oficial do Botafogo