Contratado durante a temporada para resolver os problemas de gols do Botafogo, Diego Souza parece não estar nos planos do técnico Alberto Valentim. Após ir mal contra o Cruzeiro, o camisa 7 foi praticamente esquecido pelo comandante do time e ficou os 180 minutos das partidas contra Santos e Flamengo no banco de reservas.

Até mesmo quando Valentim precisou colocar o time para frente, Diego Souza não foi opção. Contra o Santos, Alex Santana, Leo Valência e Vinicius Tanque, também centroavante, foram as opções. O mesmo voltou a ocorrer contra o Flamengo: Jean, Lucas Barros e Victor Rangel entraram.

Diego Souza é o vice-artilheiro do Botafogo na temporada com oito gols. Cinco deles foram marcados no Campeonato Brasileiro, onde ele divide a ponta com Alex Santana. O camisa 7 ainda tem uma assistência na competição.

Evidentemente que o jogador não está nem um pouco satisfeito com o novo status. O irmão do camisa 7, Diogo, deixou claro a situação em uma postagem em suas redes sociais. Ele publicou uma foto dentro do Nilton Santos com xingamento a Valentim. “Apesar desse técnico filho da p… e burro pra c…, vamos sair dessa, Fogão”, publicou.

Nestes dois jogos, Diego Souza viu Igor Cássio assumir a titularidade. Contra o Santos, o jovem deixou sua marca. Contra o Flamengo teve boa atuação, mas não conseguiu balançar as redes. A tendência é que ele seja mantido no time titular contra o Avaí.

Curiosamente, Diego Souza pode retornar ao time titular nessa partida. É que Luiz Fernando foi expulso contra o Flamengo e abriu uma vaga no meio de campo. O camisa 7, então, pode acabar se beneficiando e jogar ao lado de Igor Cássio. Alberto Valentim, no entanto, ainda não deu qualquer pista do que pensa para o duelo.

O fato é que a partida é fundamental para o objetivo do Botafogo de seguir na elite do futebol brasileiro em 2020. Com 33 pontos, o time caiu para a 17ª posição do Campeonato Brasileiro e precisa de uma vitória para deixar a zona da degola.

Fonte: UOL