Emerson Santos pode dar adeus ao Botafogo ainda nesta temporada. Sem acordo com o clube, o empresário do jogador, Jailton Oliveira, está no mercado em busca de uma oportunidade para o zagueiro, que está próximo de pegar a ponte área para assinar com o Corinthians.

Em entrevista exclusiva ao Esporte Interativo, Flávio Adauto, diretor de futebol do Corinthians, contou bastidores da negociação com o empresário e os familiares de Emerson Santos, que já aceitaram a proposta da equipe paulista, e ressaltou que não quer criar conflitos com o Botafogo.

“Com o empresário a gente já conversou, com os familiares a gente também já conversou. Mas a gente não quer criar atritos com o Botafogo. Mesmo que ele possa assinar pré-contrato (Emerson Santos tem contrato com o Botafogo até dezembro e desde julho está livre para assinar pré-contrato com outro clube), mas, ainda sim, a gente já explicou para ele que vamos fazer as coisas em comum acordo com o Botafogo. Vamos conversar e ver de que forma pode ser resolvido. A gente não quer que faça com a gente, o que não faremos com os outros. Fomos procurados pelo empresário, conversamos com a família dele… Vai demorar alguns dias. O Alessandro (dirigente do Corinthians) ficou com essa função de falar com o futebol do Botafogo ainda hoje (segunda).

Como Emerson Santos tem contrato com o Botafogo até dezembro, existe a chance da equipe carioca não liberar o zagueiro ainda nesta temporada. Porém, no ponto de vista de Flávio Adauto, se isso acontecer, não será problema para o Corinthians.

“Se possível sim (contratar Emerson Santos ainda nesta temporada). Agora é a minha opinião pessoal: se não for possível para essa temporada, vai ser possível para as próximas quatro, cinco temporadas. É um jogador jovem. Desde que não seja para forçar a barra. Se for imediato, é o ideal, mas se não for, não reduz o nosso interesse”.

Quando questionado sobre a aprovação de Fábio Carille, técnico do Corinthians, Flávio deixou claro que todas as contratações precisam do aval do treinador. Mas revelou que, no caso de Emerson Santos, o jogador foi oferecido pelo representante do zagueiro.

“Sim (Carille aprovou). A gente primeiro fala com o técnico. E, nesse caso, a gente foi procurado pelo empresário. Com as partes, as coisas já encaminharam bem. Não foi fechado nada, porque ainda tem alguns detalhes. Mas vamos continuar conversando e entender se o Botafogo também tem interesse em negociar o jogador”.

O Botafogo, recentemente, negociou a contratação do meia Alan Mineiro, que está no Atlético-GO e pertence ao Corinthians, mas sem êxito. Por conta disso, o dirigente do Timão não descartou envolver jogadores na transação com o clube carioca por Emerson Santos.

“Pode ser que sim. Desde que eles tenham interesse. Não sei como está a situação de Alan Mineiro. Não sei se é legal ou ilegal. Alguns dizem que pode e outros dizem que não pode. O Corinthians está disposto a envolver jogadores sim”.

A reportagem do Esporte Interativo entrou em contato com o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira. O mandatário não jogou a toalha na permanência do zagueiro, mas deixou claro que os valores oferecidos pelo Alvinegro não serão alterados e ressaltou a boa relação com o zagueiro, que é cria de General Severiano.

“O valor proposto pelo Botafogo está disponível para o atleta quando ele quiser. O problema é unicamente com o empresário. Tanto é que a gente têm as melhores relações com o Emerson (Santos)”.

Segundo apuração do Esporte Interativo, Emerson Santos assinaria contrato com o Corinthians de quatro anos e receberia cerca de R$ 150 mil mensais. Além disso, a equipe paulista pagaria mais de R$ 1 milhão de luvas ao jogador de 22 anos.

Fonte: Esporte Interativo