Com especulações de que o Cruzeiro teria procurado o Botafogo para negociar a ida do atacante Ezequiel ao time mineiro, a pedido do técnico Rogério Ceni, que deseja aumentar as opções de velocidade pelas beiradas do ataque. Emprestado pelo clube da Estrela Solitária ao Sport no início da temporada, o jogador é um dos que mais entrou em campo com a camisa rubro-negra em 2019, com 30 partidas disputadas.

Segundo apurou o Superesportes, a diretoria leonina ainda não foi contactada pelo Cruzeiro e nem recebeu indícios de que há negociação do Botafogo. Procurado pela reportagem, o presidente do Sport, Milton Bivar, colocou que não houve proposta concreta até o momento e que, portanto, tudo está no campo da especulação. Além disso, o mandatário colocou que caso as tratativas sejam efetivadas, o Leão tem direito a um percentual relacionado ao “direito de vitrine” do atleta.

O atacante se tornou uma alternativa para o Cruzeiro após a dificuldade que a Raposa teve em concluir a negociação com o Grêmio por outro atleta que está no Leão. O primeiro interesse demonstrado pelos mineiros foi em Guilherme, destaque do Rubro-negro na Série B, com sete gols marcados e cinco assistências no certame nacional, porém o Tricolor, que detém os direitos do jogador, queria uma compensação financeira mais um jovem atleta das divisões de base cruzeirenses, algo que não foi concretizado.

Pelo Sport, Ezequiel marcou quatro gols em 30 partidas disputadas no ano. Porém, o jogador vem em baixa no elenco leonino na Série B, sendo opção no banco de reservas para o atacante Hyuri, que vem tendo oportunidade nos últimos jogos. No setor, além do atual dono da posição, o camisa 17 ainda tem a concorrência do jovem Yan, que chegou ao Leão emprestado pelo Palmeiras.

Fonte: Superesportes