O Botafogo vem enfrentando dificuldades financeiras e não é de hoje. Escrevendo neste site desde 2014, não me recordo quando foi a data em que utilizei frase diferente. Todavia, a antiga gestão e a atual sempre buscaram manter os pés no chão e fazer uso da sinceridade ao falar sobre esta realidade.

Questionado sobre esta situação após surgirem informações de salários atrasados, o vice-presidente de finanças do Alvinegro, Luiz Felipe Novis, não se esquivou. Admitiu que nem toda a folha de pagamentos foi quitada e que atrasos podem acontecer. A situação não está fora de controle, segundo ele, mas é preciso fazer caixa e a negociação de jogadores não é descartada.

“É uma situação complicada, mas já estava prevista de acontecer. Até reduzimos os custos previstos no orçamento. Os principais problemas foram receitas não realizadas, como vendas e outras coisas, que vão nos apertando. A diretoria toda está se mobilizando para levantar recursos. A situação ainda vai ser um pouco instável até conseguirmos uma venda ou outra coisa”, explicou Luiz Felipe Novis em entrevista ao Lance.

Jovens valores são comumente alvos do mercado da bola e o Fogão está repleto deles. Todavia, muitos deles formaram a base das equipes comandadas por Jair Ventura e Alberto Valentim. A tendência é que sigam recebendo chances também com Marcelo Paquetá.

Fonte: Torcedores.com