Dirigente do CSA pretende costurar parcerias com o Botafogo e o Cruzeiro

Compartilhe:

Após fechar parceria com o Grêmio e o Cruzeiro durante o primeiro semestre deste ano, o CSA deve iniciar conversas com outro grande clube brasileiro para estreitar laços nas divisões de base. De acordo com o vice-presidente de futebol do Azulão, Raimundo Tavares, futuramente, o Botafogo pode ser mais um parceiro do clube alagoano.

Souza, Grêmio (Foto: AE)
Cria da base do CSA, Souza foi negociado com o Botafogo em 2000. Recentemente, o jogador se destacou no Grêmio, clube que teve parceria com o Azulão neste ano (Foto: AE)

O dirigente azulino e ex-presidente da Federação Alagoana de Futebol confirmou ao GloboEsporte.com que pretende dialogar com dirigentes do Botafogo para negociar uma possível parceria.

– Conheci o presidente do Botafogo (Maurício Assumpção) através do meio-campo exercido na FAF. Existe um interesse nosso em fazer futuras parcerias, com o time carioca e também o Cruzeiro. Ainda não tem uma definição. Precisamos iniciar conversas ainda.

O Alvinegro carioca e o Azulão do Mutange já realizaram negócios no passado. Revelado pelo time alagoano, o meio-campista Souza, que hoje defende as cores da Portuguesa, deixou de jogar no gramado do Estádio Rei Pelé e foi negociado com o Glorioso em 2000. Na ocasião, por apresentar um futebol técnico, característico dos meias ofensivos, em Alagoas o atleta chegou a ser conhecido como o “novo Rivaldo”.

Leandrinho, CSA (Foto: Leonardo Freire/GLOBOESPORTE.COM)
Leandrinho se destacou no CSA e foi negociado com o Cruzeiro após jogo da Copa do Brasil
(Foto: Leonardo Freire/GLOBOESPORTE.COM)

Já o Cruzeiro, citado por Tavares como um dos clubes que também podem fechar parceria com o CSA, comprou junto ao time alagoano, neste ano, os direitos federativos do lateral-direito Leandrinho. Após se destacar com uma ótima atuação na vitória do time mineiro por 3 a 0 sobre o Azulão, pela primeira fase da Copa do Brasil 2013, o jogador chamou a atenção dos dirigentes da Raposa e foi negociado logo depois da classificação em Maceió.

Segundo dirigentes do CSA na época, com a compra de Leandrinho, a diretoria cruzeirense teria oferecido uma parceira envolvendo jogadores encostados na Toca e também das categorias de base. Ainda de acordo com gestores do Azulão na ocasião, três atletas foram oferecidos ao CSA. No entanto, alguns detalhes, como excesso de jogadores na mesma posição e falta de interesse de ambas as partes, não concretizaram as transações.

Outro clube que mantém uma parceira com o time do Mutange é o Grêmio. Inclusive, o clube gaúcho já demonstrou interesse em contratar o atacante Pilar, de 16 anos. Cria da base azulina, o jogador foi avaliado positivamente por um olheiro gremista, em visita feita ao CT do CSA no início deste ano. Responsável pela negociação, o então gerente de futebol marujo, Elias Mansur, intermediou a parceria. Em contrapartida, o atacante Everaldo e o zagueiro Patrick vestiram a camisa do CSA no Campeonato Alagoano.

O zagueiro não se destacou e voltou a Porto Alegre rapidamente. Já Everaldo foi o artilheiro da competição, com 13 gols assinalados. Após longa negociação depois do Estadual, o atacante permaneceu no Azulão, mas crises administrativas e o péssimo desempenho do time na Série D fizeram com que a diretoria do CSA dispensasse quase todo o elenco, inclusive Everaldo. 

Apesar do bom relacionamento com o clube gaúcho, o vice de futebol do Azulão disse que a prioridade da direção azulina é a formação do plantel para 2014.

– Do Grêmio, eu não estou sabendo de nenhuma novidade. Até porque fiz uma cirurgia recentemente e não pude me aprofundar. Mas no momento não pensamos nisso, a prioridade é a montagem do elenco para 2014.

Everaldo, ASA x CSA (Foto: Ailton Cruz/ Gazeta de Alagoas)
Atacante Everaldo foi o artilheiro do Campeonato Alagoano 2013 (Foto: Ailton Cruz/ Gazeta de Alagoas)

– Vamos tentar uma conversa com o presidente do Grêmio (Fábio Koff), de repente pode surgir alguma coisa, parcerias envolvendo atletas da base, pois são de baixo custo – comentou.

Sem revelar grandes jogadores para o cenário nacional nos últimos anos, a base do CSA já lançou grandes talentos, como o ídolo alagoano Dida, campeão mundial com a Seleção Brasileira de 1958 e que também defendeu o Flamengo nas décadas de 50/60, o goleiro Flávio, campeão brasileiro pelo Atlético-PR em 2001, o meio-campista Souza, campeão da Libertadores e do Mundial pelo São Paulo em 2005, e o meia Cleiton Xavier, que atualmente defende as cores do Metalist, da Ucrânia.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários