Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Série B

20/06/21 às 16:00 - Aflitos

Escudo Náutico
NAU

X

Escudo Botafogo
BOT

Série B

17/06/21 às 19:00 - Do Café

Escudo Londrina
LON

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT
Ler a crônica

Série B

13/06/21 às 16:00 - Raulino de Oliveira

Escudo Botafogo
BOT

3

X

0

Escudo Remo
REM
Ler a crônica

Dodô não descarta volta ao Botafogo no futuro: ‘Faz parte da minha vida. Sei bem o que significa esse escudo’

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Dodô em Botafogo 4 x 1 Cruzeiro | Campeonato Brasileiro 2007
Reprodução/SporTV

Dodô de volta ao Botafogo? Hoje empresário de jogadores, o artilheiro dos gols bonitos não descarta um retorno no futuro. Em entrevista ao canal Botafogo Nela, ele destacou sua identificação com o clube e deixou a possibilidade em aberto.

– Eu hoje estou no futebol. Tenho empresa que agencia jogadores, com Bordon que é meu sócio. Fiz cursos de treinador, tentei ser técnico, mas não tive paciência para continuar. O Botafogo faz parte da minha vida, da minha carreira, tenho carinho, conheço muita gente. Quem sabe um dia eu possa atuar no Botafogo na forma de gestão ou coordenação de futebol. Hoje é esse meu vínculo no futebol, com certeza pode acontecer – destacou Dodô, que tem forte ligação com o clube.

– Joguei três vezes no Botafogo, sei muito bem como funciona, o que significa esse escudo e jogar no Botafogo. A gente sempre torce pelo Botafogo, grande equipe, grande marca que merece ser bem tratada. A identificação com o Botafogo foi uma coisa absurda, eu gostava muito de jogar e usar a camisa do Botafogo. Era demais – acrescentou.

Botafogo protagonista

Dodô tem até hoje a recordação de 2007, ano em que o Botafogo encantou o Brasil com o Carrossel Alvinegro, mas não conquistou títulos de expressão e teve o episódio do doping de Dodô, por contaminação em suplemento dado pelo clube.

– É um ano que foi excelente, tirando alguns percalços da temporada. Foi um time formado com pouco dinheiro, bastante criatividade, com jogadores que estavam em baixa em outros clubes e Cuca que encaixou time bom de jogar. Fizemos um Carioca muito bom, infelizmente não vencemos pelo detalhe do juiz. Na Copa do Brasil jogamos muito bem, infelizmente saímos por erro da arbitragem de novo. Pegávamos força para não parar. Começamos o Brasileiro voando, líder do campeonato, aí aconteceu o caso do doping, foi o terceiro baque, impediu o time de chegar pelo menos à Libertadores. Mas para mim foi um ano especial, terminei como artilheiro do país e jogando bem. A torcida gostava e via um futebol bem jogado, dificilmente o Botafogo voltou a jogar um futebol como em 2007 – lembrou Dodô, que torce para o time voltar a ser protagonista.

– Quando cheguei ao Botafogo, vivi momentos muito legais, procurava exaltar a história, tinha sempre que brigar pelos títulos e artilharia. Botafogo é sinônimo de time grande, de grandeza, de buscar títulos. Pensava em mostrar dentro de campo time sólido e bom de se ver jogar, para fora de campo se estruturar. Torço muito para ter estrutura e time legal – completou.

Fonte: Redação FogãoNET e Canal Botafogo Nela

Notícias relacionadas
Comentários