O Vasco assinou na tarde desta terça-feira a renovação do contrato de patrocínio com a Caixa Econômica Federal por um período de 12 meses. O valor fixado no acordo foi de R$ 7,5 milhões, metade do recebido pelo clube no último vínculo com a estatal (R$ 15 milhões). Um bônus de R$ 1,5 milhão está em jogo caso o Vasco vá bem na Série B do Campeonato Brasileiro.

Este é o quarto contrato feito entre o Vasco e a Caixa. Foi assinado na sede da estatal, em Brasília, no Distrito Federal, entre Miriam Belchior e Eurico Miranda, presidenta do banco e presidente do clube. Belchior comentou sobre a assinatura e o novo modelo feito com a inclusão de bônus.

– Esta é uma inovação que a gente construiu justamente nesse período em que ficamos discutindo o contrato, que é ter uma cláusula de desempenho, que é moderna, e acho que é adequada para essa situação de quando um time considerado entre os grandes acaba em uma outra divisão – disse, sendo completada por Eurico Miranda:

– O Vasco foi o primeiro que abriu as portas aos negros, e se tornou um clube nacional. São muitas semelhanças, por exemplo, o primeiro clube a ter futebol feminino foi o Vasco, e nunca deixei de ter futebol feminino. A Caixa está no paralímpico, e o Vasco também, tenho diversas modalidades, o Vasco não é um simples clube de futebol.

Fonte: O Globo Online