Edílson: ‘Não temos o que lamentar. Mudamos time e a gurizada mostrou potencial’

Compartilhe:

Apesar de sair na frente do placar e sofre o empate no segundo tempo, os jogadores do Botafogo procuraram conter o tom das lamentações após o clássico deste domingo, contra o Vasco, no Maracanã. Após o 2 a 2 pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, o elenco de General Severiano procurou valorizar o resultado e o fato de utilizar reservas.

“Não temos o que lamentar, até porque mudamos muito o time. E a ‘gurizada’ mostrou seu potencial. Isso foi importante. Sambemos que podemos contar com os jovens. A resposta foi positiva, apesar do resultado não ser dos melhores”, disse o lateral Edilson.

“É claro que não ficou de bom tamanho, queríamos a vitória. Mas não dá para reclamar muito. A equipe conseguiu fazer um bom jogo, mesmo sem muito entrosamento”, endossou o volante Renato.

Quem não saiu muito feliz foi o goleiro Jefferson. E não pelo resultado que deixou o time em quarto lugar, com 50 pontos, mas sim pelo estado do gramado do Maracanã.

“Não podemos jogar em um gramado como esse, principalmente nas pequenas áreas. Estava muito ruim ali. As pessoas que cuidam do gramado precisam rever isso. O Maracanã merece coisa melhor”, esbravejou o camisa 1.

E se o campo não atrapalhou muito neste domingo, pode interferir no duelo da próxima quarta-feira, contra o Flamengo pela Copa do Brasil. A partida de volta das quartas de final é justamente o principal foco dos botafoguenses no momento.

“Temos que desligar do Brasileiro e voltar todas as atenções para essa decisão. É muito importante”, disse Edilson. “É hora de pensar só na quarta-feira. É o nosso grande jogo”, completou Renato.

Fonte: UOL

Comentários