Edílson se consolida no Botafogo e vira um dos principais passadores do time

Compartilhe:

Considerado terceiro reserva da lateral direita do Botafogo, Edílson demorou a ser utilizado, mas conseguiu seu espaço no Botafogo e provou que suas qualidades podem ser úteis ao time. Tanto que, mesmo com a volta de Gilberto, que estava machucado, ele foi mantido como titular pelo técnico Oswaldo de Oliveira.

Nesse período, Edílson conseguiu se transformar em um dos principais passadores do time. Já deu quatro assistências, tendo disputado apenas 14 jogos. Seedorf lidera o Botafogo e o Campeonato Brasileiro, com oito em 25 atuações. Rafael Marques tem seis em 28 partidas.

– Sou um jogador de mais toque de bola. Procuro sempre jogar com a bola no chão, de cabeça em pé, tentando deixar algum companheiro em boas condições de marcar. Gosto muito de atacar. Aos poucos, fui ganhando confiança e arriscando mais. Isso ajuda muito a fazer com que as coisas aconteçam de forma positiva para mim e para o time – explicou.

Edílson também já fez dois gols com a camisa do Botafogo nessa sequência de jogos como titular. Um deles no empate em 1 a 1 com o Flamengo, no jogo de ida das quartas de final Copa do Brasil. O outro foi na derrota por 2 a 1 para o Bahia. Ambos no Maracanã.

Seu contrato com o Botafogo vai até o fim do ano. Edílson será um jogador livre no dia 31 de dezembro para negociar o seu futuro. Ele já manifestou o seu desejo de permanecer em 2014. O clube conta com Gilberto e Lucas, que se recupera de uma fratura no tornozelo esquerdo, para a posição.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários