O Botafogo é o líder isolado do Campeonato Carioca com 16 pontos conquistados e sua torcida começa, aos poucos, a esquecer os maus momentos vividos na temporada passada, com o rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. Porém, tanto o técnico René Simões como os jogadores do Alvinegro entendem que o trabalho está apenas começando e a equipe tem muito a evoluir.

Justamente por isso, qualquer horário livre para se treinar é importante em um calendário marcado por jogos no meio e no fim das semanas. Sendo assim, todos pelo lado de General Severiano estão comemorando o tempo livre de preparação para o clássico contra o Flamengo, marcado para este domingo, às 16h, no Maracanã.

“Sabemos neste início de temporada jogar quarta-feira e sábado nem chega a ser tão complicado, mas logicamente que a gente precisa de um tempo para trabalhar e poder treinar. Teremos essa oportunidade na semana do clássico e isso vai ser muito importante. Tenho certeza de que o Botafogo vai chegar bem para este clássico, pois hoje estamos bem preparados”, disse o lateral esquerdo Carleto.

O goleiro Jefferson é mais um a destacar a importância de se ter tempo livre para treinos.

“É sempre muito importante ter a semana livre para nos prepararmos para os jogos que estão por vir e para a sequência da temporada. Estamos apenas no começo do trabalho e os bons resultados não podem enganar quanto à necessidade de progresso do time. Ainda tem muita coisa para ser corrigida e o René Simões vem ao longo dos dias trabalhando conosco. Porém, com a série de jogos quarta e fim de semana fica complicado treinar e quando se tem uma semana livre é importante demais”, afirmou o arqueiro.

Na visão do lateral direito Gilberto, porém, o Botafogo não pode considerar estar em vantagem em relação ao Flamengo apenas porque vai ter a semana livre de treinos. Os flamenguistas, na quarta-feira, enfrentam o Brasil de Pelotas no Rio Grande do Sul pela estreia na Copa do Brasil.

“Acredito que ter uma semana de trabalho de preparação para um clássico é sempre muito importante, embora isso não nos dê nenhuma garantia de sucesso. Porém, esses dias servem não apenas para o próximo jogo, mas para tudo o que está por vir ao longo da temporada. Vamos procurar tirar muito proveito disso”, analisou o jovem lateral.

Como os trabalhos de segunda-feira foram na linha regenerativa, apenas nesta terça-feira à tarde, no Engenhão, começa para valer a preparação para o duelo contra o Flamengo. René trabalha com a possibilidade de contar com o meia Diego Jardel, que se recupera de lesão na parte posterior da coxa direita. Com o mesmo problema, o atacante Rodrigo Pimpão está descartado. Também não há ainda uma definição sobre a estreia do atacante Pimentinha, contratado junto ao Sampaio Corrêa e que vem aprimorando a forma física.

Fora de campo a diretoria explicou que optou pelo Maracanã para receber o clássico de domingo porque o Estádio Nilton Santos, ainda em obras, está liberado apenas para menos de 15 mil torcedores.

Fonte: ESPN.com.br