Em alta, jovens dão suporte ao time e fortalecem elenco

Compartilhe:

Com a maratona de jogos no Brasileiro e os problemas de contusões e suspensões, o Botafogo terá que provar mais uma vez a força de seu elenco. Para servir de suporte para o time principal, o Alvinegro conta com os jovens revelados na base. Atualmente, 16 atletas formados em casa participam regularmente dos treinamentos do time profissional. Oswaldo de Oliveira avisou que não vai hesitar em escalá-los.

Lucas Zen, Sassá, Alex, Dedé e Gegê do Botafogo (Foto: Fred Huber)
Lucas Zen, Sassá, Alex, Dedé e Gegê: alguns dos jovens da base que dão suporte ao time (Foto: Fred Huber)

O técnico disse que gostaria de ainda contar com jogadores experientes, como Fellype Gabriel e Andrezinho, mas que é necessário reformular. Recentemente, as apostas em Dória, Vitinho, Gabriel e Gilberto, por exemplo, deram certo.

– Isso vai acontecer em muitos momentos, vamos precisar do nosso elenco. Lembro que no ano passado jogamos contra o São Paulo sem oito. O Fellype Gabriel e o Andrezinho são inesquecíveis, fazem falta, mas por outro lado podemos seguir o trabalho de reposição. Os garotos vão entrar, sim. Não coloquei por acaso o Gegê e o Dedé no time (contra o Vitória), foi uma preparação. No ano passado aconteceu com Dória, Vitinho, Sassá, Gilberto… A transição tem que acontecer. Eu os preparo para estarem à disposição a qualquer momento – disse o treinador.

Decidida a melhorar a criticada categoria de base do Bota, a atual diretoria adotou como planejamento investir 10% a mais a cada ano. Sidnei Loureiro, gerente técnico de futebol, acredita que a estratégia é acertada e disse que os resultados têm mostrado a força do elenco alvinegro.

oswaldo de oliveira botafogo treino (Foto: Satiro Sodré / SSPress)
Oswaldo disse que confia nos jovens da base do Botafogo (Foto: Satiro Sodré / SSPress)

– Desde 2009 temos o projeto de investir mais na base. Hoje temos atletas consagrados, como Seedorf e Jefferson, mesclados com os jovens. Muitos clubes tiveram sucesso assim. Nosso elenco tem caráter e qualidade técnica. Demonstramos que o time está no caminho certo. Fellype Gabriel, Andrezinho e Jadson saíram, o Lucas se machucou, e o nível foi mantido. Ninguém se mantém por cima à toa.

Dória, que foi para o time profissional no ano passado, quando tinha apenas 17, e se firmou, acredita que o fortalecimento da base faz com que os atletas fiquem mais bem preparados para assumir a responsabilidade e dar conta do recado.

– A cobrança é parecida com a do time profissional para não haver acomodação. É como uma preparação. Há o investimento em viagens para fora do Brasil também, e o presidente costuma acompanhar os jogos. Fica mais fácil se adaptar, dão apoio – contou o zagueiro.

Sidnei Loureiro considera que a melhora da estrutura na base teve um papel importante. O clube, no entanto, ainda busca evoluir e espera conseguir em breve iniciar a construção de seu centro de treinamento para os garotos.

– Nós reformulamos a parte técnica, ativamos um pequeno alojamento, fazemos mais viagens internacionais e temos um novo setor de captação de atletas. Além disso, temos um departamento de fisiologia, nutrição e um manual técnico. Não acredito em formar jogadores sem ter uma mentalidade vencedora desde a base.

O Botafogo é o segundo colocado do Campeonato Brasileiro, com 25 pontos, e só perde para o líder Cruzeiro no saldo de gols. Na quinta-feira, o time volta a campo para enfrentar o Internacional, no Maracanã.



Fonte: Globoesporte.com
Comentários