Um dos líderes do elenco, Rodrigo Lindoso comentou sobre a pressão da torcida do Botafogo. Nesta quinta, um grupo de pouco mais de dez torcedores esteve na porta do Nilton Santos, pedindo para conversar com os jogadores, o que não aconteceu.

— Claro que o torcedor tem razão de estar chateado conosco. Fizemos uma temporada muito boa no ano passado. Tivemos a eliminação na Copa do Brasil, mas demos a volta por cima com o título carioca. Se vencermos alguns jogos já muda tudo. Domingo é um bom horário para o torcedor. A gente espera um bom público para que eles façam a parte deles na arquibancada e a nossa no campo — analisou o meia.

Nos últimos seis jogos, o Botafogo conseguiu apenas uma vitória e sofreu quatro derrotas. Por isso, vive seu pior momento dentro da competição. A distância para a zona de rebaixamento é de apenas dois pontos.

Para contar com o apoio da torcida, a diretoria alvinegra fez promoção com o preço do ingresso, que vai custar entre R$ 5 e R$ 20. Atualmente, o Alvinegro tem a terceira pior média de público do Campeonato Brasileiro com 7.138 pessoas por jogo. A frente apenas e Paraná (6.260) e América-MG (4.873), o adversário do próximo domingo, às 11h, no Estádio Nilton Santos.

Segundo informações da Rádio Globo, líderes de torcidas organizadas do Botafogo se reuniriam na quinta com membros da diretoria alvinegra, mas o encontro foi cancelado por conta do vazamento da reunião. O presidente Nelson Mufarrej, Carlos Eduardo Pereira (Vice-presidente geral) e Gustavo Noronha (Vice-presidente de Futebol) compareceriam.

Fonte: Extra Online