O Conselho Deliberativo do Botafogo se reuniu nesta terça-feira e, logo no início da sessão, duas homenagens justíssimas foram realizadas. A primeira, é claro, foi ao eterno Nilton Santos, que faleceu recentemente. E não poderiam faltar os parabéns à equipe de Remo, que conquistou o Campeonato Estadual de forma soberana em outubro. Com o título, o ano de 2013 tornou-se mais especial para o Botafogo pela dobradinha com o futebol, sendo campeão de Terra e Mar.

O Presidente do Conselho José Luiz Rolim se levantou e disse que era um momento de muita emoção. “Nilton Santos é uma referência ao Botafogo e posso dizer com orgulho que o time era uma das coisas mais importantes na vida de Nilton. É um grande pesar saber que agora só temos lembranças de um jogador raríssimo”. Rolim também destacou a importância de Nilton, consagrada por vários prêmios, como o de maior lateral-esquerdo de todos os tempos, dado pela FIFA no ano 2000, e sendo um dos Patronos dos Jogadores do Botafogo.

“Todas as homenagens são poucas. Sempre haverá a nossa necessidade de honrar a sua memória. Nilton Santos é grande, imenso. Foi inscrito na história do futebol mundial e não será superado nada. Ouso dizer que ele foi uma divindade”, completou.

Na reunião, estavam presentes Luciana, sobrinha do ex-jogador, Adalberto Leite, ex-goleiro do Glorioso e que conquistou o título de 57 junto com Nilton e Cacá, ex-lateral-direito do Botafogo. Rolim agradeceu especialmente Caca, que ia visitar a Enciclopédia do Futebol todo final de semana na clínica na Gávea, onde o ídolo viveu os seus últimos anos.

Durante toda a reunião, foram dispostos itens que contavam a história da carreira de Nilton. No final da homenagem, Luciana foi chamada a frente do Conselho para representar a família na hora de receber todo o carinho e a emoção dos alvinegros. “Espero que vocês saibam o orgulho que nós temos de gritar para todo mundo que Nilton Santos era jogador do Botafogo, e somente do nosso clube”, disse Rolim.

Depois foi a vez do Remo receber suas honras. Em 2013, a modalidade foi bicampeã sênior, campeão júnior e campeão estadual. Combinado com o vitória do Campeonato Carioca, o Botafogo se consagrou Campeão de Terra e Mar, depois de 51 anos sem alcançar o título. O Grande Benemérito Hugo Ibeas foi convidado para saudar os vitoriosos e se emocionou no discurso.

“As nossas equipes juniores contribuíram para a formação moral e profissional dos jovens, temos muito do que nos orgulhar”, afirma. Hugo também exaltou os investimentos do Presidente Mauricio Assumpção na modalidade, que foi muito beneficiada com a entrada de Marcelo Murad como Diretor. Pela primeira vez em muito tempo, foi dado ao remo o devido apoio e com a ajuda de patrocinadores, as frotas ficaram mais modernas e uma nova comissão técnica foi criada.

“Era uma missão difícil, com muitos desafios. Mas a paixão pelo esporte fez com que tudo fosse superado, conseguimos muitas conquistas que nos levaram ao êxito-maior, que foi a conquista do título”, disse. Ao final, representantes do Remo foram chamados e receberam placas de homenagem do clube.

DSC_0255

Fonte: Site oficial do Botafogo