Depois de dois tropeços em dois jogos, o Botafogo chega para o clássico contra o Flamengo, neste sábado, pressionado quanto à vaga nas semifinais da Taça Guanabara. E um garoto será responsável por assumir a bronca na lateral esquerda e fazer a sua estreia justamente em um clássico decisivo: Jonathan.

Com a expulsão de Gilson no empate contra o Bangu, a tendência é que Jonathan, reserva imediato na posição, seja a escolha de Zé Ricardo. Nesta quinta-feira, o zagueiro Gabriel teceu sobre o potencial de Jonathan.

– Tenho total confiança no Jonathan. Trabalhei com ele nos primeiros dias. Está sempre disposto a aprender, mas sabe o que faz em campo. Vai ter ajuda de todo o grupo se for titular. Vamos ajudá-lo a ficar tranquilo para ele desempenhar o futebol que apresentou nos treinamentos e na base. Ele tem a total confiança do grupo – comentou Gabriel, titular na última quinta, em coletiva de imprensa.

Em recente entrevista exclusiva ao LANCE!, Rodrigo Pimpão chegou a destacar Jonathan como o garoto oriundo da base que mais o chamou a atenção na pré-temporada do Glorioso.

– São meninos que já vinham treinando com a gente há um bom tempo. Quem mais me chamou a atenção foi o Jonathan. Um menino de muita personalidade, sem medo de treino, de jogo-treino, menino bom e tranquilo de vestiário. Eles (os jovens) terão dificuldade no início, mas iremos ajudá-los, basta eles quererem ter um futuro brilhante no Botafogo, que sempre revela jogadores. Eles estão vendo isso e sabem que o clube tem esse potencial de venda. Que possam mostrar o seu melhor – salientou Pimpão.

VALORIZADO PELO CLUBE

Ciente da possibilidade de não contar mais com Moisés em 2019, o que se concretizou há poucas semanas, o Botafogo recrutou Jonathan ainda em agosto – período no qual encerrou o vínculo de empréstimo do lateral-esquerdo junto ao Nova Iguaçu.

Quatro meses depois, o novo contrato de Jonathan foi sacramentado até dezembro de 2021, sendo que o Botafogo, no acordo com o Nova Iguaçu, adquiriu 50% dos direitos econômicos do atleta de 20 anos, que também passou pela base do Internacional. Em 2018, foi relacionado seis vezes para integrar o banco de reservas da equipe profissional.

Ainda no ano passado, Jonathan foi o líder de assistências da equipe sub-20 do Botafogo na temporada – 12 em 36 jogos. Atualmente, a sua multa rescisória está fixada em 7,5 milhões de euros (R$ 32,5 milhões) para clubes do exterior e em R$ 25 milhões para brasileiros.

UMA CURIOSIDADE

Jonathan é nascido e criado em Japeri, cidade a pouco mais de 50 km de distância do Rio de Janeiro. E o lateral, até a última semana, ainda encarava a rotina de trem para ir aos treinos no Nilton Santos. Eram 22 estações e uma hora e cinco minutos até a apresentação a Zé Ricardo. Agora, alugou um apartamento próximo ao estádio, no mesmo bairro (Engenho de Dentro).

Hora de mostrar serviço e fazer valer todo o sacrifício, que o acompanhou em seus primeiros dias de jogador profissional do Botafogo.

MAIS NÚMEROS E TÍTULOS DE JONATHAN

PELO INTERNACIONAL (emprestado pelo Nova Iguaçu)
2 gols em 8 jogos e o título da Copa FGF sub-19

Jonathan também passou pela base do Inter (Foto: Divulgação)

PELO BOTAFOGO (emprestado pelo Nova Iguaçu)
1 gol em 47 jogos e o título do Torneio OPG sub-20

Fonte: Terra