Envolvido em confusão com o Grêmio, André Bahia é absolvido pelo STJD

Compartilhe:

A derrota para o Sport por 1 a 0 não foi a única notícia ruim para o Botafogo na última quarta-feira (16). O STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) puniu Emerson Sheik e Edílson com a suspensão de um jogo por conta da confusão em que a dupla se envolveu com um dos seguranças do Grêmio em partida válida pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro, vencida pelos gaúchos por 2 a 1.

Após o apito final, André Bahia discutiu com o zagueiro Werley e foi empurrado pelo segurança Fernandão. A truculência utilizada pelo profissional do Grêmio irritou os jogadores do Botafogo que foram tirar satisfação. Um deles era Emerson Sheik, que ouviu palavras pesadas do rival e se revoltou.

Quando Fernandão já deixava o gramado, Sheik utilizou a camisa do Botafogo que estava em sua mão para tentar agredir o segurança. Neste momento, uma confusão generalizada tomou conta do gramado e se estendeu para a entrada dos vestiários. Nesse ponto, Edílson também se envolveu no entrevero e acabou sendo denunciado junto com o atacante ao STJD.

A dupla foi julgada por violação ao artigo 254-A do CBJD, por praticar agressão física. A pena prevista é de quatro a 12 partidas, mas cada um ficou apenas com um jogo. Já o profissional do Grêmio foi suspenso por 15 dias. Já o zagueiro André Bahia foi inocentado pelo júri e está liberado para entrar em campo.

Assim, o Botafogo não poderá utilizar Emerson Sheik e Edílson na partida deste sábado, quando medirá forças com o Coritiba, às 21h, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Os dois voltarão a ficar à disposição na 12ª rodada, no clássico com o Flamengo, dia 27, na volta ao Maracanã.



Fonte: UOL
Comentários