Erik foi um dos grandes destaques do Botafogo na última temporada. Dono dos direitos econômicos do atleta, o Palmeiras pediu sua volta, mas acabou aceitando novo empréstimo semanas depois. E a segunda passagem do atacante pelo Alvinegro tem sido ainda melhor. A partir do próximo jogo, ele terá a companhia de Diego Souza.

Foram 17 jogos pelo Botafogo em 2018. Erik marcou cinco gols na reta final do Brasileiro e foi um dos responsáveis pela manutenção do time na elite do futebol nacional.

Na atual temporada, Erik precisou de apenas nove jogos para superar a marca do ano passado. Já chegou aos seis gols em 13 jogos. A marca é exatamente igual ao início da melhor temporada da carreira do atacante, no Goiás, em 2015. No fim do ano, o atleta fechou com 19 gols.

Tudo isso aconteceu antes da contratação de Diego Souza. O camisa 7 fará sua estreia neste domingo contra o Fluminense, no Maracanã, na vaga de Kieza. Erik, portanto, terá pela primeira vez um badalado centroavante ao seu lado.

A pergunta que não quer calar é: como Erik vai reagir com a nova composição? Terá as mesmas oportunidades que surgiam ao lado de Kieza? Ou poderá peder espaço com a chegada e o faro de artilheiro de Diego Souza?

“Independente do destaque individual de cada partida, no final vamos sempre valorizar todo o grupo. O que mais me deixa feliz é sair de campo vitorioso. Independe de quem seja o melhor em campo. Tenho um pai apaixonado pelo clube, eu me identifiquei bastante também. Estamos ganhando um grande jogador e ele [Diego Souza] está ganhando uma família”, disse Erik.

A nova dupla gera expectativa em todos. Zé Ricardo, então… O treinador já comenta sobre as possibilidades com a dupla e faz elogios aos jogadores.

“Jogadores inteligentes com poder de mudar a posição. Tudo depende de treinamento. Primeiro já está havendo o entrosamento fora de campo, que está sendo muito bom. Diego ganhou uma família aqui, como o Erik falou”, comentou o treinador.

Pressionado, o Botafogo precisa vencer o Fluminense para seguir vivo na luta por uma vaga na semifinal da Taça Rio. O Alvinegro tem quatro pontos e ocupa a 4ª posição do Grupo C – o Bangu, na vice-liderança, soma 7 pontos – e apenas os dois primeiros se classificam.

Fonte: UOL