Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

04/04/21 às 17:00 - Giulite Coutinho

Escudo Botafogo
BOT

1

X

1

Escudo Portuguesa
POR

(OFF) Ex-árbitro do Rio revela existência de ‘sistema’ nos anos 80 e 90 e cita jogo do Flamengo

comentários

Compartilhe

Luiz Carlos Gonçalves, o Cabelada, ex-árbitro de futebol
Reprodução

Cabelada (Luiz Carlos Gonçalves), ex-árbitro de futebol do Rio de Janeiro, revelou em entrevista ao “Esporte Espetacular”, da “TV Globo“, que “existe o sistema”. Ele é figura folclórica do futebol carioca e viveu os bastidores da Ferj nas décadas de 80 e 90.

– Eu era esse árbitro confeiteiro, que confeitava o jogo, fazia o que quisesse. Existe o sistema. E para você ser fiel ao sistema, tem que ser confeiteiro, se não você não é fiel – afirmou ao “Esporte Espetacular”.

O ex-juiz contou que foi acionado em diversas partidas pelo “sistema”. Uma delas Flamengo 1 x 0 Volta Redonda, em 1985, quando não marcou um pênalti claro para o Voltaço, foi agredido, revidou e parou na delegacia.

– O sistema me pediu (para interferir) várias vezes, mas às vezes deu o que o sistema queria sem eu precisar sujar as mãos. Mas ali, se o Flamengo não ganha, a final era Bangu x Fluminense. A federação quebrava. O trem pagador era o Clube de Regatas do Flamengo – completou Cabelada.

O vídeo da reportagem mostra ainda uma vitória do Flamengo sobre o Bonsucesso, com gol de Adílio aos 43 minutos do segundo tempo, em que a bola aparentemente não entrou.

Banner de produtos com frete grátis na loja do FogãoNET: carteira, bolsa de academia e máscaras do Botafogo

Veja o vídeo:

Fonte: Redação FogãoNET e TV Globo

Comentários