O técnico Cristóvão Borges não é mais técnico do Bahia. O treinador não entrou em consenso com a diretoria do clube. Ele colocou como condição para sua permanência a manutenção de Anderson Barros como diretor de futebol. Porém, os gestores não acataram o pedido e ambos estão fora do clube.

A decisão foi tomada após reunião realizada nesta segunda-feira (9). Cristóvão Borges tinha contrato com o Bahia até o final de 2014. Em nota oficial, o clube afirmou que houve “acordo entre as partes”. Cristóvão chegou ao Tricolor antes do início da Série A, contratado ainda pela antiga gestão. Barros veio depois da demissão de Paulo Angioni.

Anderson Barros chegou para substituir Paulo Angioni

A nova diretoria queria ter demitido Anderson Barros logo após a intervenção, mas declinou após pedido de Cristóvão. Com o temor do rebaixamento, o clube decidiu manter as coisas como estavam até o final do Brasileirão. O treinador disse várias vezes que gostaria de continuar no Fazendão, mas as diferenças de pensamentos colocaram suua permanência em xeque.

“A diretoria tricolor agradece os serviços prestados por Cristóvão e Anderson, com a manutenção da equipe na elite do futebol nacional, e deseja boa sorte para ambos”, diz nota do clube, que agora vai em busca de um novo comandante e de um novo diretor de futebol.

Fonte: Correio24horas