A torcida do Corinthians não deve ter ficado feliz com as declarações de Nicolás Lodeiro sobre os motivos de ter trocado o Timão pelo Boca Juniors. Em entrevista ao jornal argentino “Clarín”, o novo camisa 10 do clube argentino afirmou que a equipe é maior que o time brasileiro.

– O Boca Juniors é um dos maiores clubes do mundo. E não digo isso só para fazer média. No Uruguai sempre temos o futebol argentino como exemplo e sabemos que Boca ganha tudo. Jogar na Bombonera é especial, qualquer jogador pode dizer. Parece clichê, mas Boca é Boca. Estava no Corinthians, mas o Boca Juniors é maior. Não tenho dúvidas – disse o atleta.

Lodeiro chegou em maio do ano passado ao Corinthians, com quem acertou por quatro anos e meio. Mas teve uma passagem apagada e jogou apenas onze partidas. Em fevereiro deste ano, o uruguaio acertou com o Boca, após ser vendido por US$ 2,8 milhões (cerca de R$ 7,5 milhões) por 50% de seus direitos. O meia explicou que o Timão não queria liberá-lo, mas conseguiu convencer a diretoria.

– Desde o momento que falei com Arruabarrena (técnico do Boca Juniors), no final de dezembro, fiquei com muita vontade de vir. Não podia deixar de pensar nisso, estava muito esperançoso. Conversamos até que o Corinthians, que não queria liberar, entrou em dúvidas. Fiquei responsável por escolher, então avisei o técnico (Tite) que teria decidido – falou.

Com a camisa 10 que por anos foi usada por Juan Román Riquelme, Lodeiro elogiou o recém aposentado argentino e disse ser “um orgulho” usar o uniforme. No entanto, o uruguaio deixou claro que ambos têm características diferentes.

– Sempre olhei para Román, durante toda a minha carreira. Para mim, é um orgulho. Não sou parecido com ele, mas é lindo vestir a camisa 10. Não sou um “enganche”, não me sinto assim. O que gosto é de ser protagonista nos ataques do meu time. Gosto de dar o último passe. Se me colocam como “enganche”, posso fazer, mas não me defino assim – disse ao “Clarín”.

Fonte: Extra Online