Ele é meia, mas está enchendo as medidas como artilheiro do Criciúma. Com os três anotados nos 5 a 0 frente ao Inter de Lages, nesta segunda-feira, chegou a sete e está na artilharia do Campeonato Catarinense ao lado de Bruno Rangel, da Chapecoense. Com a camisa do Criciúma, são sete gols em 14 partidas, média de um gol a cada dois jogos.

“Teve gols, teve passe para gol, teve pênalti perdido. Mas foi minha melhor partida no Criciúma, venho trabalhando para isso”, comemorou Élvis. “E vai ficar provado que não foi o Élvis que ganhou o jogo, foram todos”, afirmou, elogiando o papel coletivo da equipe tricolor frente ao colorado lageano.

Com o resultado, o Criciúma é vice-líder do returno com nove pontos. “Agradecer a Deus por essa noite inesquecível, à torcida e a todos aqui no Criciúma”, destacou, enaltecendo a noite tricolor. Questionado sobre os tempos do Botafogo, lembrou que está agora vivendo a sua fase de artilheiro. “Lá eu fiz um gol de título, na Taça Guanabara, e gols na Série B também. Mas estou vivendo meu melhor ano com gols, eu dava mais assistência. É aproveitar essa fase artilheira”, contou.

Indagado a respeito do futebol do atacante Gustavo, que entrou e fez um gol, ele destacou a importância de o atleta ter balançado a rede para ganhar confiança. “Com esse gol ele vai ganhar mais confiança”, resumiu

Fonte: Rádio Eldorado