O Coritiba está muito próximo de contratar mais um reforço para a temporada 2020. As conversas com o atacante Sassá, do Cruzeiro, estão avançadas e faltam apenas algumas formalidades para que o jogador possa defender o Alviverde neste ano.

De acordo com Ocimar Bolicenho, diretor de futebol do Cruzeiro, as conversas entre os clubes, agora, giram em torno de detalhes como o tempo do contrato de empréstimo e como os clubes vão dividir o salário. Em breve o acordo deve ser fechado.

“Verbalmente acertadas. Aguardando formalização de documentos”, diz Bolicenho.

O atleta tem 26 anos e deve vir por empréstimo. O período que ele deve permanecer no Alto da Glória, assim como a divisão de como o salário do atleta será pago, são assuntos que ainda estão em discussão.

Sassá chegou ao Cruzeiro em junho de 2017 e desde então fez 81 jogos, sendo 37 em 2019, e soma 20 gols marcados, ao todo. O time celeste terá pela frente a série B neste ano e está tentando negociar alguns de seus atletas para que, assim, os custos possam ser divididos. O Coxa, por outro lado, estará na Série A.

Polêmicas

Revelado pelo Botafogo e com empréstimos para Oeste e Náutico, Sassá ficou marcado tanto pelos gols, como pelas polêmicas.

Em 2016, o jogador foi artilheiro do time carioca no ano, mas acabou afastado no final da temporada por se atrasar em treinamentos e não cumprir cronogramas da comissão técnica. Também era muito criticado pelos torcedores do Botafogo pela assiduidade na noite carioca.

Chegou a ser afastado temporariamente do time em janeiro de 2016 após chegar em um treino e afirmar não ter condições de ir a campo. No mesmo ano, publicou foto segurando maços de dinheiro e causou irritação no então técnico Jair Ventura.

Em 2017, já no Cruzeiro, se envolveu em nova polêmica após ter fotos em uma festa vazadas na internet logo após ter pedido o adiamento de uma cirurgia no joelho que aconteceria em um sábado. Na ocasião, Sassá argumentou que as imagens eram antigas.

Na Raposa, por sinal, chegou provocando o rival Atlético-MG em uma foto em que fazia alusão a uma goleada aplicada pelo Cruzeiro no Galo. Em sua apresentação, disse ainda que “Cruzeiro é outra coisa, é time grande”, desdenhando do ex-clube, Botafogo.

No mesmo ano, voltou a ser alvo da torcida do Cruzeiro após curtir no Instagram uma foto do elenco do Atlético-MG comemorando vitória no clássico contra a Raposa. Na ocasião, disse que foi “sem querer”.

Já em 2018, pegou seis jogos de suspensão após aplicar um soco no lateral Mayke, do Palmeiras, durante partida das duas equipes no Brasileirão.

Fonte: Tribuna do Paraná