Ex-diretor de marketing do Botafogo cria projeto no MMA

Compartilhe:

Responsável por comandar o marketing do Botafogo entre 2010 e 2013, o antigo diretor do departamento no Alvinegro, Marcelo Guimarães, está de volta ao dia a dia dos esportes. Longe do Glorioso desde fevereiro, Marcelo virou sócio da BW Sports & Marketing, empresa de marketing esportivo, e agora faz parte do mundo do MMA. Ao falar sobre os novos desafios na carreira, o profissional revelou que chegou a receber um convite do Santos para chefiar o marketing do clube, mas destacou que agora está focado em um projeto envolvendo o Bitetti Combat, um dos mais tradicionais eventos de MMA do país.

Com Marcelo Guimarães nas tratativas, a BW Sports & Marketing anunciou a entrada da Herbalife no mercado do MMA, como patrocinadora do Bitetti Combat. A intenção do executivo é expandir os horizontes da BW através do MMA e do futebol, em especial para o mercado asiático e do leste-europeu. Os países do sul da Ásia serão um dos destinos preferenciais das ações da empresa.

– Não cheguei a nenhum acordo em torno de propostas de clubes, dentre elas uma do Santos, que muito me honrou. Mas foi na BW que encontrei abrigo para os meus projetos, além de me aproximar de profissionais de grande visão. Aproveito para anunciar que se encontra em fase de produção um livro sobre marketing esportivo, que estou finalizando ainda esse mês com absoluto apoio da empresa – explicou Marcelo Guimarães.

O livro vai relatar todas as convicções acumuladas pelo executivo na carreira, com ênfase em sua passagem de mais de quatro temporadas à frente do marketing do Botafogo.

– Falta literatura a esse respeito e pretendo, com esse livro, contribuir com o desenvolvimento do setor em nosso país, que ainda oscila entre o profissionalismo sem apoio organizacional e o completo amadorismo – completou Marcelo Guimarães.

No Botafogo, Marcelo Guimarães foi responsável por diversas inovações (eventos com jogadores e visita guiada na sede de General Severiano, por exemplo) e soube trabalhar com eficiência a imagem do ídolo Loco Abreu. O uruguaio teve uma grande linha de produtos lançada de 2010 a 2011 e o grande sucesso dela foi a camisa celeste com o escudo do Glorioso, fazendo alusão ao uniforme da seleção uruguaia. No total, foram vendidas 50 mil unidades e o preço sugerido para cada uma era de R$ 69,90. Assim, estima-se que o Alvinegro tenha gerado cerca de R$ 3,5 milhões com a peça.



Fonte: Lancenet!
Comentários