Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 00:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Executivo: ‘Botafogo vai colher fruto absurdo com CEO. Será case no Brasil’

92 comentários

Compartilhe

Executivo: ‘Botafogo vai colher fruto absurdo com CEO. Será case no Brasil’
Vitor Silva/Botafogo

Jorge Braga é o novo CEO do Botafogo. O clube dá um grande passo rumo ao profissionalismo e pode mudar seu futuro. De acordo com Lúcio Daniel, da Exec (empresa que auxiliou no processo seletivo), tem tudo para dar certo.

O Botafogo vai colher um fruto absurdo. Acho que será um case no Brasil – afirmou Lúcio Daniel, ao site “UOL”.

– Tudo que o futebol está enfrentando, esse desejo pela profissionalização, clube empresa, novos investimentos, clubes de fora querendo entrar… O ambiente esportivo está passando por isso e os clubes estão se mostrando mais aberto – explicou.

Veja as primeiras imagens e palavras de Jorge Braga como CEO do Botafogo e inscreva-se no nosso canal no YouTube:

O processo, porém, teve empecilhos. O economista Jorge Braga, que estava na Claro, teve a concorrência de Claudio Hermolin e Marcos Vinicius Freire. O grande problema foi o vazamento dos nomes.

– Estávamos avançando super bem. O vazamento das informações e algumas coisas que saíram, não só do nome dos candidatos, atrapalharam o andamento. Quando a informação vaza, você manifesta não só a opinião dos torcedores, mas da mídia, investidores. Então, o processo foi praticamente paralisado. Foi algo que atrapalhou muito. Paramos, entendemos como íamos trabalhar as principais informações, e organizamos baseado na lei geral de proteção de dados – declarou Lúcio Daniel, antes de dizer como a questão foi superada.

– Revimos o fluxo de informação dentro do Botafogo, reduzimos o número de pessoas, mudamos o fluxo de decisão, e pensamos em outros nomes e cenários, porque poderíamos perder aqueles candidatos. Mas conseguimos trabalhar e manobrar rapidamente – finalizou.

Fonte: Redação FogãoNET e UOL

Comentários