Autor do passe para a assistência do gol do Botafogo contra o Sport, Ezequiel foi o escolhido pela assessoria de imprensa para a entrevista coletiva desta terça-feira. Um dia após o Glorioso arrancar um empate no fim na Ilha do Retiro, o jovem atacante analisou a importância do ponto fora de casa.

– Não vamos ganhar sempre. O Brasileiro é muito longo, sabemos disso, e é importante um ponto fora de casa – falou Ezequiel.

O atacante de 20 anos entrou no lugar de Leo Valencia e atuou por aproximadamente 30 minutos. Perdeu algumas bolas, porém tentou bastante pelo setor esquerdo. Para ele, tem sido importante descer ao time sub-20 para reforçar a equipe de Eduardo Barroca na Copa do Brasil da categoria.

– Não vejo como demérito (descer ao sub-20 para jogar a Copa do Brasil), até porque, o Barroca (técnico dos juniores) e o Valentim têm conversado bastante, e isso é importante para eu ganhar ritmo de jogo também. Quero estar disponível e sempre atuando – disse Ezequiel, que demonstrou personalidade ao ser questionado acerca da concorrência com o badalado Rodrigo Aguirre:

– Não existe temor. Eu tenho que me preocupar comigo, fazer o meu e estar bem. E é importante que venham novos jogadores para reforçar – finalizou.

É bem provável que Ezequiel volte a atuar pela equipe sub-20 nesta quarta-feira, quando o Botafogo recebe a Ponte Preta, no CEFAT (Niterói), às 15h (de Brasília), pela ida das quartas da Copa do Brasil.

Fonte: Terra